Alunos apresentam projetos na conferência sobre meio ambiente

Em busca de boas propostas que possam auxiliar na construção de uma sociedade educada ambientalmente para a sustentabilidade, a Prefeitura Municipal de Campina Grande, através da Secretaria de Educação (Seduc), iniciou as atividades dentro da programação da V Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente na Escola (CNIJMA). A abertura do evento ocorreu na Escola Municipal Padre Antonino, no Bairro de Bodocongó.

Este ano, a conferência está abordando a temática ‘Vamos cuidar do Brasil cuidando das águas’. “Hoje nossa conferência é uma ótima oportunidade para refletirmos sobre o que cada um de nós devemos fazer. Esse é um pouco do trabalho que vem sendo desenvolvido na escola como ação de sustentabilidade. Nos também somos parte desse meio ambiente e é urgente pensar e também agir”, ressaltou a gestora da escola, Adriana Sá.

Durante o evento, foram apresentados sete projetos relacionados com o meio ambiente. Foram eles: Pilhas e baterias: brincando, cuidando e aprendendo; Escassez da água; A tecnologia e o meio ambiente; Meio ambiente: vivendo, aprendendo e protegendo; A convivência com a seca; Açude de Bodocongó: nossa água e nossa gente; e ainda o projeto Tudo é água.

Após a apresentação das propostas, os alunos se reuniram para votar qual delas seria escolhida para disputar vaga na etapa estadual da conferência. O projeto escolhido foi: Açude de Bodocongó: nossa água e nossa gente, que tem como objetivo resgatar a história do açude de Bodocongó como forma de esclarecer sobre a necessidade de preservar os recursos hídricos e valorizá-lo como um patrimônio histórico do bairro.

O grupo que propôs o projeto escolheu os estudantes Emerson Matheus Lima da Silva e Mirelly Santos de Lima para defenderem a proposta nas próximas etapas, quando ocorrerá uma nova seleção em conjunto com os projetos selecionados em outras 21 escolas do Sistema Municipal de Ensino. A etapa estadual acontece em 10 de fevereiro de 2018, em João Pessoa. Já a apresentação na etapa nacional está prevista para ocorrer até o dia 18 de março do ano que vem, em Brasília.

UFCG divulga a última chamada do SiSU

Foi publicada pela Comissão de Processos Vestibulares (Comprov), a oitava e última chamada de candidatos aprovados e classificados para os cursos de graduação da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU 2017.2).

Veja aqui a lista de convocados por curso.

Foram convocados 1.461 candidatos, dos quais 308 classificados no limite das vagas disponíveis para cada curso e 1.153 suplentes, convocados além do limite de vagas ofertadas, categorizados de acordo com a ordem de classificação e com o número de vagas existentes no curso escolhido.

Todos os convocados, classificados e suplentes, deverão realizar o cadastramento na próxima segunda ou terça-feira, dias 9 e 10, das 8h às 11h30min e das 14h às 17h, na coordenação do curso que escolheu. O não comparecimento ou não apresentação da documentação exigida implicará na perda do direito à vaga.

Veja aqui o edital completo.

Por meio do cadastramento, os suplentes se tornam habilitados para concorrer à vaga, ficando sua confirmação condicionada à desistência do candidato classificado ou desistência de outros candidatos, até às 17h da terça-feira, dia 10, respeitando-se rigorosamente a ordem de classificação no curso.

A divulgação da relação de suplentes cadastrados efetivamente vinculados à UFCG ocorrerá no dia 11 de outubro, com a matrícula acontecendo nos dias 16 e 17 de outubro.

Confira o cronograma:

Divulgação da oitava chamada 05 de outubro

Início das aulas do Período Letivo 2017.2 09 de outubro

Cadastramento e matrícula em disciplinas dos classificados na oitava chamada Cadastramento dos suplentes da oitava chamada 09 e 10 de outubro

Divulgação da relação de suplentes cadastrados efetivamente vinculados 11 de outubro

Matrícula em disciplinas dos suplentes cadastrados efetivamente vinculados 16 e 17 de outubro

UFCG

Violência doméstica é tema de palestra em escola

Como forma de facilitar o acesso das pessoas aos serviços prestados pelo Juizado da Violência Doméstica, a Prefeitura de Campina Grande, através da Secretaria de Educação (Seduc), em parceria com a Coordenadoria de Políticas Públicas para as Mulheres, está realizando ações educativas relacionadas ao tema nas escolas do Sistema Municipal de Ensino.

A primeira ação aconteceu com a realização de uma palestra proferida pelo juiz titular do Juizado da Violência Doméstica em Campina Grande, Antônio Ribeiro Junior, na Escola Municipal Ceai Antônio Mariz, no bairro do Cruzeiro, na manhã desta quinta-feira, 05, esclarecendo como é aplicada a Lei Maria da Penha e forma de violência contra as mulheres.

“Essa lei trouxe algumas situações que agravam os crimes contra as mulheres. Antes da lei, os agressores passavam três meses prestando serviços comunitários ou pagavam uma cesta básica a alguma instituição assistencial e isso mudou com a lei. É muito importante que todos tenham consciência disso para que os direitos das mulheres sejam garantidos”, pontuou o juiz.

Durante a palestra, que contou com a presença de toda a comunidade escolar, o juiz esclareceu de que forma a mulher pode denunciar casos de violência e apresentou os índices da violência doméstica em todo Brasil.

As ações educativas fazem parte do projeto “Justiça em seu bairro: Maria da Penha vai à Escola”, que vai contar com o apoio dos professores que vão trabalhar a temática em sala de aula através da literatura de cordel. “Conseguimos produzir um cordel para trabalhar nas escola. Um material muito importante que fala de todos os atributos da lei para que esse conhecimento chegue à família através dos alunos”, disse a coordenadora de políticas públicas para as mulheres, Marli Castelo Branco.

Ao todo, serão distribuídos três mil cordéis em 24 escolas municiais, para serem trabalhados com alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental. A intenção é que, após o trabalho na sala de aula, o material permaneça nas salas de leitura para que sirva de material didático para outros alunos.
PMCG

Publicado o edital de concurso para professor do Estado

Foi publicado na edição desta quinta-feira (5) do Diário Oficial do Estado o edital do concurso público que oferece mil vagas para professor da rede estadual de ensino.

O concurso vai selecionar professores para 12 disciplinas dos anos finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio.

Segundo o edital, as inscrições terão início a partir das 10h de hoje e se estenderão até o dia 5 de novembro.

Já a prova objetiva está prevista para o dia 3 de dezembro. Ela será aplicada nos municípios sede das 14 Gerências Regionais de Educação.
A taxa de inscrição, que pode ser feita pela internet, custa R$ 82.

Confira aqui a íntegra do edital, a partir da página 8.

Já as inscrições podem ser feitas no endereço http://ww2.ibade.org.br/Home/Concursos.

Vereadores aprovam criação de mais de 1.300 vagas em concurso

A Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) aprovou a criação de mais de 1.300 vagas no município, que serão preenchidas via concurso público, provendo setores como o Instituto de Previdência Municipal (IPM) e a Secretaria Municipal da Saúde (SMS). Os vereadores também aprovaram um empréstimo a ser realizado pela prefeitura de R$ 54 milhões junto ao Banco do Brasil, a fim de ser utilizado na mobilidade urbana, além do parcelamento, que foi ampliado de 48 para até 180 vezes, das dívidas perante o município provenientes da arrecadação de ISS.

Em votação, o plenário apreciou 24 matérias, durante sessão ordinária, nesta manhã. Ao todo, os vereadores da Capital deliberaram a respeito de três Vetos do Executivo; duas Medidas Provisórias (MP); cinco Projetos de Lei Complementar (PLC); e 14 Projetos de Lei (PL), sendo dois desses de autoria do Executivo. Ao todo, 18 proposituras foram aprovadas, uma recebeu pedido de vista e duas saíram de pauta.

Foram aprovados três projetos do Executivo que trataram da nomenclatura, criação de cargos públicos na Capital e realização de concurso para a esfera municipal. Um deles trata da atualização do Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações (PCCR) dos servidores do IPM e provimento de 60 vagas na entidade, com salários de R$ 1.000,00 a R$ 1.266,00 para cargos de nível médio; de R$ 1.304,00 a R$ 1.604,00 para função de nível médio técnico; e de R$ 1.652,00 a R$ 2.287,00 para superior.

Outra aprovação também trata do PCCR de servidores da Saúde e do provimento de mais de 500 vagas, que serão destinadas à UPA Lindbergh Farias (UPA Especialidade), em construção no Bairro dos Bancários. O objetivo é substituir vagas de contratos temporários na UPA Augusto Almeida Filho, em Cruz das Armas, e no Samu, por efetivos que sejam ingressos através de concurso público. Criam-se também os cargos de biomédico e de técnico de imobilização ortopédica, ainda não existentes na estrutura do PCCR da Saúde no município. A norma, que foi aprovada, ainda revoga as Gratificações de Trabalho Diário Sequencial (GTDS) e de Exercício de Função de Saúde (GEFS) dos funcionários da Saúde.

A outra norma aprovada cria mais 763 vagas em concurso público para a Prefeitura de João Pessoa, sendo o maior número de vagas para auxiliar administrativo (430); seguido dos cargos de auxiliar de serviços gerais (178); operário (73); motorista (35); técnico em contabilidade (12); assessor jurídico (9); e bibliotecário (4).

Vetos do Executivo a projetos dos vereadores

Foram mantidos três vetos do Executivo a projetos da CMJP. Dois deles, de autoria de Eduardo Carneiro (PRTB), solicitavam um núcleo especializado para crianças com microcefalia e uma rede de proteção para as grávidas infectadas pelo Zika vírus, cada um. O Disque Conselho Tutelar, matéria proposta por Tibério Limeira (PSB), também foi reprovada.

Ampliação do período para quitar dívidas com a prefeitura

Foi aprovada uma norma (PLC 14/2017) que aumentou em 365% o prazo para quem tem dívidas perante o município regularizar sua situação. “Estender o prazo de regularização tributária para quem está devendo a entidades públicas municipais é racionalizar e diminuir a carga tributária em torno do contribuinte brasileiro”, opinou Lucas de Brito (PSL/Livres), otimista com a ampliação do prazo.

“Sobre essa questão, colocou-se uma pegadinha para colher algo mais. Há alguém contra o aumento do parcelamento nas dívidas de ISS? Ninguém. Só há projetos para favorecer sonegadores. Vir com subterfúgios sem ter nenhum diálogo com qualquer categoria, significa aprovar uma medida que é uma pegadinha em detrimento de algumas categorias”, criticou Marcos Henriques (PT), solicitando mais debate em relação à matéria.

Armamento da Guarda Municipal

Em questão de ordem, Lucas de Brito alegou que tal projeto não tramitou nas Comissões de Finanças e Orçamento (CFO) nem na de Políticas Públicas (CPP). O parlamentar solicitou que fosse a matéria retirada de pauta, em cumprimento ao Regimento da Casa. “O regimento tem que ser aplicado de forma equânime, e se faz necessário que a matéria passe por todas as comissões necessárias. Não se pode tratar com dois pesos e duas medidas as situações que chegam a esta Casa”, solicitou Lucas, sobre o tratamento à matéria em questão.

Embasado em orientações da Secretaria Legislativa da CMJP, Eduardo Carneiro explicou que, “em se tratando de segurança, o Regimento dispõe que essa matéria pode ser apreciada sem que seja necessário passar na CPP. O projeto está na Casa desde março, e não é como as matérias do Executivo, que chegam aqui em cima da hora e pedem aprovação sem passar pelas comissões”, lembrou Eduardo. Na ocasião, o presidente da Câmara, Marcos Vinícius (PSDB) sugeriu que Lucas solicitasse um pedido de vista, que foi acatado pelo parlamentar.

Arrecadação por multas da Semob

Também houve a aprovação de uma Medida Provisória (MP), com emenda sugerida por Bruno Farias (PPS), que permite à Prefeitura utilizar a verba oriunda das multas da Semob em qualquer órgão municipal.

Crédito junto ao BB

A respeito da aprovação de empréstimo de mais de R$ 54 milhões junto ao Banco do Brasil para a mobilidade urbana, Bruno Farias (PPS) deixou claro que “iremos colocar a lupa nessa verba. Saberemos em quê será investido cada centavo de real. Estaremos de olho aberto, afinal de contas, a cidade está precisando muito, mas muito mesmo, de investimento em mobilidade”, salientou.

Ainda entre os principais PLs aprovados, os vereadores foram favoráveis à instituição de um prazo para a entrega de fardamento e material escolares na rede pública de ensino municipal; à instalação de placas e pisos tácteis em pontos de ônibus de João Pessoa e à criação de um Conselho Municipal de Proteção e Defesa dos Animais.

IFPB abre para cursos técnicos integrados

Abertas as inscrições para o edital lançado pelo IFPB, com mais de 3,3 mil vagas, para cursos técnicos integrados e subsequentes ao ensino médio. Os cursos são oferecidos em 16 campi e destinados a estudantes que concluíram ou estão concluindo o 9º ano (8ª série) do ensino médio. A documentação exigida e mais informações podem ser conferidas nos editais do Processo Seletivo para Cursos Técnicos (PSCT 2018).

O formulário e questionário socioeconômico devem ser preenchidos eletronicamente de 2 a 31 de outubro. Os documentos estão disponíveis no Portal do Estudante. O interessado deve enviar o histórico escolar ou documento comprobatório similar, devidamente autenticado, para análise em anexo aos formulário e questionário.

Há 1.735 vagas para cursos integrados nos campi de Cabedelo, Cabedelo Centro, Cajazeiras, Campina Grande, Catolé do Rocha, Esperança, Guarabira, Itabaiana, Itaporanga, João Pessoa, Monteiro, Patos, Picuí, Princesa Isabel, Santa Rita e Sousa.

Em Campina Grande ainda tem 400 vagas para os cursos integrados de Técnico de Informática, Técnico em Mineração, Técnico em Petróleo e Gás Integral, Técnico em Química e Técnico em Edificações.

Os cursos subsequentes ao ensino médio têm 1.220 vagas ofertadas nos campi Areia, Cabedelo, Cabedelo Centro, Cajazeiras, Campina Grande, Esperança, João Pessoa, João Pessoa/Mangabeira, Monteiro, Patos, Picuí, Princesa Isabel, Santa Luzia, Soledade e Sousa.

Professores vão aprender boas práticas para o uso da energia elétrica

Em continuidade ao Projeto Educacional “Energia Eficiente”, começa nesta segunda-feira (2), a fase de capacitação dos professores de escolas públicas da Grande João Pessoa. Realizado pela Energisa, em parceria com a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), o treinamento terá 40 horas de duração e acontecerá no Hotel Xênius, de 2 a 6 de outubro.

É a 3ª fase do projeto – a primeira foi a inauguração do Espaço Energia e a segunda as ações de uso consciente – que tem como objetivo capacitar professores para serem os disseminadores de boas práticas de consumo de energia elétrica dentro de suas escolas. “A intenção é municiar os professores para que eles possam formar, de maneira interdisciplinar, diversos multiplicadores do consumo eficiente da energia elétrica dentro de suas unidades escolares. Somente dessa forma teremos cidadãos mais conscientes de seus hábitos de consumo”, comenta Renato Deladea, gerente de projetos da Energisa.

Serão capacitados 90 profissionais de 90 escolas da Grande João Pessoa selecionados pela Secretaria de Educação do Estado da Paraíba. Eles irão trabalhar com os alunos de suas unidades os aspectos da importância do combate ao desperdício de uso da Energia Elétrica, utilizando a metodologia desenvolvida pelo Programa Nacional de Conservação de Energia da Eletrobrás (PROCEL), denominada “A Natureza da Paisagem – Energia, recurso da vida”. “Cada professor receberá um kit contendo materiais educativos que vão auxiliar na formação do aluno. Esse material mostra os processos de geração de energia elétrica ressaltando os diversos tipos de agressões que fazemos à natureza”, explica Renato.

Para ele, promover a educação ambiental e conscientizar as pessoas da importância de desenvolver novos hábitos de consumo é uma das missões da distribuidora. “Somente por meio das crianças é que conseguiremos mudar muitos hábitos ruins. Por isso, investimos, em parceria com a Aneel, nesse projeto que será um grande vetor de mudança”, finaliza Renato.

Serviço
“Capacitação de professores para o Projeto Educacional Energia Eficiente”
Data: de 2 a 6/10
Local: Hotel Xênius (Av. Cabo Branco, 1262 – João Pessoa)
Horário: das 8h às 18h

UFCG divulga 8ª lista do Sisu

Será publicada na próxima quinta-feira, dia 05 de outubro, a oitava e última chamada de candidatos aprovados e classificados para os cursos de graduação da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU 2017.2).

Nesta última chamada, os candidatos serão convocados em até cinco vezes o número de vagas remanescentes de cada curso, turno e demanda, sendo categorizados de acordo com a ordem de classificação e com o número de vagas existentes no curso escolhido.

A denominação “classificado” identificará o candidato convocado no limite das vagas disponíveis para cada curso, enquanto que a denominação “suplente” identificará o candidato convocado além do limite de vagas ofertadas.

O cadastramento dos candidatos, classificados e suplentes, acontecerá nos dias 9 e 10 de outubro, segunda e terça-feira, das 8h às 11h30min e das 14h às 17h, na coordenação do curso para o qual o candidato foi classificado. O não comparecimento ou não apresentação da documentação exigida implicará na perda do direito à vaga.

Por meio do cadastramento, os suplentes se tornam habilitados para concorrer à vaga, ficando sua confirmação condicionada à desistência do candidato classificado ou desistência de outros candidatos até às 17h do dia 03 de outubro, respeitando-se rigorosamente a ordem de classificação no curso. A divulgação da relação de suplentes cadastrados efetivamente vinculados à UFCG ocorrerá no dia 11 de outubro, com a matrícula acontecendo nos dias 16 e 17 de outubro.

Confira o cronograma:

Matrícula em disciplinas dos cadastrados das sete chamadas já realizadas 02 de outubro

Divulgação da oitava chamada 05 de outubro

Início das aulas do Período Letivo 2017.2

09 de outubro Cadastramento e matrícula em disciplinas dos classificados na oitava chamada Cadastramento dos suplentes da oitava chamada 09 e 10 de outubro

Divulgação da relação de suplentes cadastrados efetivamente vinculados 11 de outubro

Matrícula em disciplinas dos suplentes cadastrados efetivamente vinculados 16 e 17 de outubro
Ascom

Educação autoriza abertura de mais 127 cursos superiores

O Ministério da Educação autorizou a abertura de mais 127 cursos superiores em instituições privadas de ensino superior, em 16 estados. As portarias com a autorização foram publicadas no Diário Oficial da União desta quinta-feira (28).

A Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior liberou a criação de cursos na área de saúde, como farmácia, fisioterapia, radiologia e odontologia. Foram autorizados também cursos de ciências contábeis, engenharia mecânica, veterinária, engenharia química, gestão ambiental, agronomia, pedagogia, redes de computadores e outros.

As instituições autorizadas a implantar os novos cursos estão nos estados da Bahia, Paraíba, do Rio Grande do Norte, Pará, Paraná, Maranhão, Espírito Santo, Piauí, Amazonas, Ceará, de São Paulo, Minas Gerais, Pernambuco, Goiás, Santa Catarina e Tocantins.
Agência Brasil