Especialista dá dicas de como pagar contas e evitar sufoco com dívidas de janeiro

Publicado por em 1 de janeiro de 2017

despesas-2017O começo de um ano novo traz novas dívidas que, mesmo já sendo conhecidas pela população, comprometem o orçamento de boa parte dos brasileiros que não conseguem se prepara para pagamento de Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU), Taxa de Coleta de Resíduos (TCR), Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e matrículas escolares.

Segundo Fábio Yamamoto, sócio de uma empresa de consultoria, as famílias com orçamentos mais apertados podem recorrer a parcelamento de despesas e a contratação de empréstimos ou financiamentos, deixando de encarar essas alternativas como negativas.

“Desde que seja feito com uma avaliação criteriosa, não há porque temer o parcelamento de contas. Contratar um empréstimo para evitar pagamento de juros do cartão de crédito ou do cheque especial é sempre mais vantajoso. Mas cuidado, sempre se pergunte: “será possível eu honrar o pagamento das prestações de um empréstimo?”, disse Fábio Yamamoto.

Outra medida que deve ser tomada é a postergação de gastos considerados essenciais, como promoções de virada de ano, liquidação para renovação de estoque das lojas ou viagens.

“Avaliar os gastos atuais e evitar compras desnecessárias, não só ajudará neste início de ano estressante, mas trará uma economia permanente, possibilitando, no futuro, aquela viagem dos sonhos”, contou o especialista.

Com relação ao IPVA e IPTU, o especialista afirmou que a opção de pagamento com desconto, quando é feito à vista, é uma opção interessante, mas deve ser tomada com cautela, já que consome boa parte do orçamento e pode deixar a família sem recursos em caso de imprevistos.

Além disso, para quem já fez o orçamento e sabe que não vai sobrar muito dinheiro, mas pensa em curte férias dos filhos, o especialista cita como opções de entretenimento a realização de piquenique no parque, uma visita aos museus e zoológicos das cidades.

Fonte: Portal Correio



Deixe seu comentário


Publicidade