PM prende 7 pessoas por embriaguez em blitz da Lei Seca em Natal

Publicado por em 26 de julho de 2014

Arte Lei Seca (Foto: G1)Sete pessoas foram presas e 34 carteiras de habilitação apreendidas durante uma blitz da Lei Seca realizada na madrugada deste sábado (26) no Tirol, bairro da Zona Leste de Natal. A barreira foi montada na Avenida Salgado Filho com a Alexandrino de Alencar das 1h às 4h. De acordo com a Polícia Militar, dois carros foram guinchados para o pátio do Detran por prblemas na documentação.

Ao todos foram realizados, 150 testes do bafômetro. Vinte e seis pessoas se negaram a fazer o teste e tiveram as CNHs recolhidas. Outras sete pessoas fizeram o teste e foi constatado o consumo de álccol. Eles foram levados para a delegacia de plantão da Zona Sul e autuados por crime de trânsito.

Estatísticas
O Departamento de Trânsito (Detran) do Rio Grande do Norte revelou que reteve 1.162 habilitações em operações da Lei Seca feitas em Natal e na Região Metropolitana apenas nos primeiros quatro meses do ano – o equivalente a mais que o dobro das carteiras apreendidas em 2013, período em que 534 condutores tiveram sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) recolhida.

Os documentos retidos, de acordo com o Detran, envolvem motoristas que foram flagrados dirigindo sob a influência de álcool – o que resultou na prisão de 303 condutores.

A quantidade de CNHs recolhidas é superior à população de condutores em 123 cidades do estado, o que representa 73,65% dos municípios.

Lei Seca
As regras da Lei Seca consideram ato criminal quando o motorista é flagrado dirigindo com índice de álcool no sangue superior ao permitido pelo Código Brasileiro de Trânsito: 0,34 miligrama de álcool por litro de ar expelido ou 6 decigramas por litro de sangue.

Nesse caso, a pena é de detenção de 6 meses a 3 anos, multa e suspensão temporária da carteira de motorista ou proibição permanente de obter a habilitação.

Condutores autuados por esse tipo de infração pagam R$ 1.915,40 de multa,  perdem 7 pontos na carteira e têm a CNH apreendida. O valor é dobrado caso o motorista tenha cometido a mesma infração nos 12 meses anteriores.

Se o bafômetro registrar um índice igual ou superior a 0,05 miligrama de álcool por litro de ar, mas abaixo do 0,34 permitido pelo Código de Trânsito, o condutor é punido apenas com multa.

No exame de sangue, o motorista será multado por qualquer concentração de álcool, e pode ser preso se tiver mais de 6 decigramas de álcool por litro de sangue.



Deixe seu comentário


Publicidade