Obra do Vestibular 2014 da UEPB está disponível

Uma das obras que compõem a lista dos livros adotados para o Vestibular 2014 da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), “Ciço de Luzia”, do autor Efigênio Moura, está disponível para download, gratuitamente, no site da Comissão Permanente do Vestibular (Comvest).

Os candidatos do processo seletivo podem baixar o arquivo através do link http://comvest.uepb.edu.br/concursos/vestibulares/vest2014/Ci%C3%A7o_de_Luzia.pdf. As demais obras escolhidas foram Clara dos Anjos, de Lima Barreto; Mastigando Humanos, de Santiago Nazarian; e É Proibido Comer Grama, de Wander Piroli.

Publicado pela Editora Universitária da UEPB, através do Selo Latus, Ciço de Luzia conta a estória da paixão de Ciço Romão, trabalhador da Fazenda Macaxeira, e Luzia, filha do patrão. A ficção se dá nos anos 70 e se ambienta no Cariri paraibano, especificamente em Monteiro, Zabelê e Camalau. O livro tem 286 páginas e todo seu diálogo no “matutês” é acompanhado de um glossário em cada capítulo.

ALPB emite nota de pesar pela morte de Dorgival Terceiro Neto

A Assembleia Legislativa da Paraíba emitiu nota de pesar pelo falecimento do ex-governador e ex-prefeito da Capital Dorgival Terceiro Neto, 80, ocorrido nesta sexta-feira (12), em João Pessoa. Ele estava internado no Hospital da Unimed há 30 dias.  A causa da morte foram duas paradas cardiorrespiratória em decorrência de um acidente vascular cerebral (AVC). O velório acontece no Palácio da Redenção, na Capital, neste sábado. O sepultamento acontece no domingo, no município de Taperoá, onde ele nasceu em 12 de setembro de 1932.

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, deputado Ricardo Marcelo (PEN), destacou o caráter público do ex-governador. “Dorgival Terceiro Neto sempre teve como marca o seu perfil conciliatório e a sua atuação que estava acima de partido político. Trabalhou muito pela Paraíba e deixou seu nome marcado na nossa história. Foi um excelente administrador e não teve nada que maculasse sua imagem. Advogado e político, Dorgival também foi um homem de cultura, deixou a sua colaboração para a literatura. Nosso Estado perdeu um grande homem, mas seu legado fica para todos nós paraibanos”, afirmou.

O presidente da Academia Paraibana de Letras (APL), Damião Ramos Cavalcanti, disse que Dorgival Terceiro Neto “foi e sempre será um paraibano de destaque na vida social, política e cultural do nosso Estado”. “A convivência dos que fazem a Academia Paraibana de Letras fica subtraída da sua presença alegre, sincera e sobretudo inteligente. Todos estamos tristes”, declarou.

O presidente da seccional paraibana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PB), Odon Bezerra, afirmou que a advocacia paraibana está de luto com a morte de Dorgival Terceiro Neto. “Descanse em paz, a sua missão foi cumprida”, declarou Odon.

O ex-governador deixa viúva Marlene Muniz Terceiro Neto, e os filhos Dorgival Terceiro Neto Júnior, Germana Terceiro Neto Parente Miranda e Adriana Terceiro Neto Bernardo de Albuquerque; oito netos e dois bisnetos.

 

 

Biografia

Filho de Melquíades Vilar e Eliza Vilar, Dorgival começou seus estudos na cidade de Patos, Sertão da Paraíba, no Ginásio Diocesano e, no ano de 1950, seguiu para a cidade de João Pessoa, onde concluiu seus estudos no Liceu Paraibano. Prestou vestibular para o curso de Direito, graduação que concluiu em 1957 pela Faculdade de Direito da Paraíba, hoje Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Sua carreira na política paraibana teve início no ano de 1971, quando foi nomeado pelo então governador Ernani Sátyro, prefeito da Capital. Em 1974, terminando seu mandato de prefeito, e foi eleito indiretamente vice-governador juntamente com o governador Ivan Bichara, assumindo o cargo de governador em 14 de agosto de 1978 a 15 de março de 1979, passando o cargo para Tarcísio Burity.

Após deixar o governo, Dorgival Terceiro Neto passou a trabalhar no jornal A União e tornou-se membro da Academia Paraibana de Letras. Assumiu a cadeira de número 07 na APL, em 17 de junho de 1999, tendo como patrono Arthur Achiles. Foi recepcionado pelo jornalista e acadêmico Luiz Gonzaga Rodrigues.

 ALPB

Aluno fará vestibular de graça

A presidente Dilma Rousseff sancionou uma lei que garante o direito a isenção do pagamento da taxa de inscrição nos vestibulares de universidades federais e institutos federais de ensino a estudantes que tenham renda familiar per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio e tenham cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou como bolsista integral em escola da rede privada. A lei foi publicada nesta quinta-feira (11) no “Diário Oficial da União”.

A maioria das universidades federais que tem processo seletivo próprio adota sistema de isenção parcial ou total da taxa do vestibular, mas isso não era até então garantido por uma lei específica para este fim.

Segundo o documento, as instituições federais de educação superior adotarão critérios para isenção total e parcial do pagamento de taxas de inscrição nos processos seletivos de ingresso em seus cursos, de acordo com a carência socioeconômica dos candidatos.

Para ter direito ao benefício, o estudante deve cumprir as duas exigências, ou seja, ter feito escola pública ou ser bolsista integral em escola particular e ter renda familiar per capta de até 1,5 salário mínimo.

Boa parte das universidades e institutos federais usam como processo seletivo o Sistema da Seleção Unificada (Sisu), que por sua vez considera o desempenho dos estudantes no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Em 2012, a taxa de inscrição do Enem era de R$ 35. O Ministério da Educação aceitou o pedido de isenção de taxa para quase 4 milhões de inscritos.

G1

MEC suspende vestibular para cursos

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou hoje o fechamento temporário de autorização para novos cursos de direito e o cancelamento de vestibulares para todos os cursos cujos alunos formados tenham tirado nota até 3 no Exame de Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Ele lembrou que o ministério já determinou a suspensão de vestibular para os cursos de medicina que tiveram baixa avaliação de qualidade.O MEC fechou hoje parceria com a OAB para a realização de trabalho conjunto visando estabelecer um marco regulatório para os cursos de direito. O presidente da entidade, Marcus Vinícius Coêlho, disse que a reprovação de 93% dos estudantes de direito na última prova da ordem indica que está havendo no país um “estelionato educacional”. “O professor faz que ganha bem, faz que ensina; o estudante faz que aprende e quem está sendo prejudicada é a sociedade”.O Acordo de Cooperação Técnica assinado entre o MEC e a OAB vai definir este ano novos critérios para autorização e reconhecimento do curso de bacharel em direito, além da identificação periódica de demanda quantitativa e qualitativa dos profissionais da área. Os estágios deverão ser supervisionados e os cursos serão oferecidos apenas em locais onde haja estrutura jurídica que favoreça o aprendizado e o desenvolvimento da atividade profissional. É necessário que, nos locais onde há cursos, haja também Fórum, Tribunal de Juri, Defensoria Pública, Ministério Público e Promotoria.

O grupo, formado por três membros do MEC e três da OAB, será coordenado por um representante do ministério e vai promover audiências públicas para ouvir docentes, dicentes e toda a comunidade educacional. Coêlho disse que “o grupo não quer ser dono da verdade mas tem que ouvir quem faz o ensino jurídico e a sociedade para que o curso de direito seja oferecido com qualidade”. Segundo ele, o marco regulatório pode sair ainda em 2013. O presidente da OAB defendeu que a remuneração dos docentes seja compatível com o mercado, já que “o professor não pode ter o ensino como um bico, mas como uma missão educacional.”

O ministro Mercadante lembrou que há 20 anos existiam no país 200 cursos de Direito e hoje são 1.200, com 800 mil alunos matriculados e 25% de ociosidade de vagas. Havia pedidos de autorização para mais 100 cursos que ofereceriam 25 mil novas vagas. Para o ministro, o aumento do número de cursos de direito ocorreu em época de recessão, quando houve um recuo dos estudantes para os cursos de engenharia. Com a retração da economia, a tendência é de que esse quadro se inverta, pois a procura por áreas técnicas aumentou.

Agência Brasil

UFCG publica resultado do Vestibular

A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) divulga na próxima sexta-feira, 22, a partir das 16h, em sua página na internet (www.ufcg.edu.br), a lista dos candidatos classificados no Vestibular 2013.1 da instituição. São 3.115 vagas disponibilizadas nos 67 cursos com entrada no primeiro período.

Os classificados devem fazer o cadastramento nos próximos dias 2 e 3 de abril, nas coordenadorias dos cursos (no campus de Campina Grande) e das unidades acadêmicas (nos demais campi), das 8h às 11h30min e das 14h às 17h.

O candidato que não comparecer ou não apresentar a documentação exigida perderá o direito aos resultados da classificação.  Havendo vagas remanescentes, a Comissão de Processos Vestibulares (Comprov) publicará nova convocação no dia 10 de abril.

Renúncia à vaga

Nesta segunda, dia 18, foi encerrado o prazo para que candidatos aprovados que não tinham interesse em realizar o curso fizessem a renúncia de sua vaga. No total, 715 candidatos renunciaram o direito à vaga obtida na universidade.
A medida, implantada pela primeira vez nesta edição do Vestibular, visa diminuir o número de chamadas evitar que vagas fiquem ociosas por conta de prazos do calendário letivo.

Foram convocados candidatos dentro do limite de cinco vezes o número de vagas oferecidas por cada curso. O candidato que não se manifestou quanto à renúncia passou automaticamente a concorrer à classificação nas vagas ofertadas em seu curso.

Dois vestibulares

Além da possibilidade do candidato aprovado renunciar à vaga, a edição 2013 do Vestibular da UFCG também trouxe outra novidade: a realização de um processo seletivo para cada período letivo. O Vestibular 2013.1 disponibiiza 3.115 vagas para os 67 cursos com entrada no primeiro período, enquanto que o Vestibular 2013.2 oferece 1.600 vagas para os 35 cursos com entrada no segundo período.

Há cursos com entrada nos dois períodos, uns com entrada apenas no primeiro período e outros apenas no segundo. Os dois vestibulares totalizam 4.715 vagas em 75 cursos de graduação, distribuídos nos sete campi da instituição: Campina Grande, Cajazeiras, Cuité, Patos, Pombal, Sousa e Sumé.

Vestibular 2013.2

Os candidatos que se inscreveram no Vestibular 2013.1 só concorreram às vagas do primeiro período. Para concorrer às vagas do segundo período, o candidato deverá se inscrever no Vestibular 2013.2. Em ambos os casos, são utilizadas as notas do Enem 2012.

O candidato reprovado no Vestibular 2013.1 poderá se inscrever no Vestibular 2013.2, com a opção escolher outro curso, se preferir, e não precisará pagar novamente a taxa, de R$ 15. Caso se inscreva apenas no Vestibular 2013.2, será necessário pagar a taxa.

O processo seletivo Vestibular 2013.2 somente terá início após encerramento das chamadas para o preenchimento das vagas disponibilizadas no Vestibular 2013.1.

Pré-Vestibular Solidário abre inscrições

Começam hoje e vão até o dia 22 de março (sexta-feira), as inscrições para o Programa Pré-Vestibular Solidário (PVS), da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) no Centro de Educação e Saúde (CES), campus de Cuité-PB. Serão oferecidas 100 vagas para alunos que concluíram o Ensino Médio em escolas públicas ou que tenham sido bolsistas em escolas particulares.

As inscrições serão realizadas no período da tarde (14h30 às 17h30) e da noite (18h30min às 21h30min) na Coordenação do PVS,  bloco I, do campus da UFCG de Cuité. Será exigida a seguinte documentação: uma foto 3×4 (recente); cópia da identidade e do CPF; certificado de conclusão do Ensino Médio em escola pública; comprovante de residência, além da taxa de inscrição de R$ 5 e 1 Kg de alimento não perecível. Caso o candidato (a) seja menor de 18 anos, ele (a) deverá apresentar cópias do RG e CPF e declaração do responsável.

Os candidatos serão selecionados mediante sorteio, aberto a todos os candidatos, a ser realizado no dia 26 de Março de 2013, às 15h no Auditório do CES.

O candidato sorteado deverá confirmar sua matrícula durante o período do dia 01 a 02 de abril de 2013, das 18h30 às 21h30 na Coordenação do PVS – Bloco de I no CES.

Aprovados no Processo Seletivo da UFPB

A Comissão Permanente de Vestibular (Coperve) divulgou no final da tarde desta sexta-feira (01) a lista dos candidados aprovados no Processo Seletivo Seriado para os cursos da Universidade Federal da Paraiba em 2013.

ufpbNa segunda (4), às 14h serão publicados os resultados individuais das provas de janeiro de 2013 e em 15 de março, as imagens das Folhas de Resposta de cada candidato.

Em 8 de março, às 17h, a deve divulgar a relação dos candidatos classificados em primeira lista nos Processos Seletivos 2013 para cursos de graduação e sequenciais que exigiram prova de conhecimento específico, e respectivos Editais de cadastramento.

Em 11 de março, às 14h, os resultados individuais obtidos pelos candidatosnas provas aplicadas em janeiro de 2013 estarão disponíveis na internet.

No dia 20 de março, às 14h, o site da Coperve terá as imagens das Folhas de Resposta de cada candidato, referentes às provas objetivas e de redação aplicadas em janeiro de 2013.

CONFIRA A LISTA DOS APROVADOS.

Unipê divulga lista dos aprovados no vestibular

O Centro Universitário de João Pessoa (Unipê) divulgou,na manhã desta terça-feira (22), o resultado do Vestibular de Verão 2013. A lista de aprovados em 22 cursos está disponível no Portal da Instituição, mas também pode ser conferida também na entrada do Espaço de Vivência Acadêmica do Unipê (EVA). Os aprovados devem se matricular nos próximos dias 28 e 29 de janeiro.

Os ‘feras’ devem se matricular das 8h às 13h e das 14h às 19h, na Secretaria Geral de Ensino (Segen), localizada no térreo do Espaço de Vivência Acadêmica (EVA), no campus universitário, no Km 22 da BR-230, no bairro de Água Fria, na Capital.

No momento da matrícula, os aprovados devem apresentar o comprovante de conclusão do ensino médio ou equivalente e demais documentos exigidos pela Instituição.

Para fazer a matrícula, os “feras” precisam apresentar cópias autenticadas dos seguintes documentos:

– Certificado de Conclusão do Ensino Médio (ou equivalente)

– Histórico Escolar do Ensino Médio

– Documento de Identidade (RG)

– CPF

– Título de Eleitor

– Comprovante de votação das últimas eleições

– Certidão de Nascimento

– Carteira de Reservista (para homens)

– Uma foto 3×4 recente

Classificação por curso sairá no dia 22 de março

A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) disponibilizou a relação dos 53.070 aprovados no Vestibular 2013.1 e a consulta ao desempenho individual (ENEM 2012) dos candidatos inscritos no processo seletivo de ingresso aos cursos de graduação da instituição. O resultado, com todos os aprovados, está disponível na página eletrônica www.ufcg.edu.br.

De um total de 57.947 inscritos, 4.877 foram eliminados do processo. Desses, 1.247 obtiveram pontuação menor que 400 pontos, a média de corte, e 623 zeraram uma das matéria ou a redação. Também foram reprovados 2.943, por faltarem às provas, ou a uma delas, e 64 com dados rejeitados por inconsistência das informações.

Renúncia ao direito de vagas

Este ano, a Pró-Reitoria de Ensino (PRE) e a Comissão de Comissão de Processos Vestibulares (Comprov) inovaram adotando o critério de oficialização da renúncia ao direito da vaga. O resultado, como até cinco vezes o número de aprovados por vaga, será divulgado no dia 18 de fevereiro, na página Comprov, e os candidatos dessa lista terão até 18 de março para acessar ao sistema e declinar do direito a eventual convocação, em caráter irrevogável.

A medida, segundo o presidente da Comprov, Marcos Gama, objetiva otimizar o processo de cadastramento, diminuindo o números de chamadas e evitando que vagas fiquem ociosas por conta de prazos do calendário letivo. “Inúmeras chamadas, pelo não comparecimento dos candidatos, e os prazos para novos cadastramentos inviabilizam o ingresso de aluno com o período letivo já adiantado”, comentou.

No próximo dia 22 de março, a Comprov divulgará a relação dos classificados – nos limites das vagas para cada curso – aptos ao cadastramento obrigatório, que acontecerá nos dias 2 e 3 de abril, das 8 às 11h30min e das 14 às 17 horas.

O não comparecimento ao ato do cadastramento ou a não apresentação da documentação exigida implicará na perda do direito aos resultados da classificação. É vedado ao aluno manter vínculo simultâneo com dois ou mais cursos em instituição de ensino superior pública.

No dia 10 de abril, havendo vagas remanescentes, a Comprov publicará nova convocação para cadastramento nos dias 16 e 17 de abril.

Cadastramento

O candidato deve apresentar o original e entregar cópia (que poderá ser autenticada pelo servidor) do certificado de conclusão do ensino médio (2º grau) ou curso equivalente, ou diploma de graduação em curso superior, devidamente assinado pelo candidato e pela escola; cédula de identidade emitida por órgão competente; título de eleitor para os brasileiros maiores de 18 anos, com comprovante de presença na última eleição (1º e ou 2º turno da eleição de 2012); prova de quitação com o serviço militar, para os brasileiros do sexo masculino e maiores de 18 anos; certidão de nascimento ou de casamento; CPF e comprovante de residência.

Já os candidatos aprovados pelas vagas reservadas, cotas, além da documentação comum aos demais, devem comprovar haver cursado todo o ensino médio em escola pública e, no caso da renda familiar bruta mensal per capita igual ou inferior a 1,5 salário-mínimo de documentos específicos para cada rendimento, a exemplo de assalariados, trabalhadores rurais, aposentados, pensionistas, autônomos ou profissionais liberais, de acordo com o edital de cadastramento. A UFCG se reserva o direito de realização de entrevistas e de visitas ao local de domicílio, para comprovação das informações.