Escolas receberão projeto de incentivo à leitura com foco no semiárido

    63
    0
    SHARE

    iolanda_lancamento_lendo_q_se_fazIncentivar a leitura e promover a difusão de conhecimento sobre o semiárido brasileiro, principalmente entre estudantes da zona rural. Este é o foco do projeto “Lendo é que se Faz”, lançado na tarde desta terça-feira, 14 de abril, em Campina Grande. A iniciativa vai atender crianças de sete escolas da Rede Municipal de Educação, através de uma parceria entre a Prefeitura de Campina Grande, o Instituto Nacional do Semiárido (INSA) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

    O lançamento aconteceu no auditório do INSA, com a presença de crianças matriculadas na Escola Municipal Adalgisa Amorim, do bairro Jardim Verdejante, que integra o projeto. Também participam quatro escolas municipais do distrito de Catolé de Boa Vista: Almirante Tamandaré, João Francisco da Mota, Nossa Senhora do Perpetuo Socorro e Severino José de Sousa, além da Escola Paulo Freire, no Mutirão, e São Clemente, no distrito de São José da Mata. Logo após a solenidade, as crianças visitaram a biblioteca do INSA.

    Durante o lançamento, a secretária de Educação do município, professora Iolanda Barbosa, destacou o empenho dos educadores que integram a rede e fez um convite às crianças. “Esse projeto será um passo a mais dentro das discussões sobre meio ambiente, que já está no currículo escolar. Essa experiência vai fortalecer muito a temática numa perspectiva interdisciplinar, incentivando a leitura. Agradeço o empenho das gestoras e peço às crianças que se envolvam, abracem esses livros e viajem nessa literatura”, destacou.

    O secretário de Agricultura do Município, Fábio Agra Medeiros, também participou da solenidade de lançamento e garantiu o apoio à iniciativa. “Pra esse projeto acontecer, todos temos de dar as mãos. Vamos adubar e irrigar essa ideia e vamos unir forças para que esse projeto se transforme, num futuro próximo, em modelo para o Brasil”, argumentou. O lançamento também contou com a participação do direto do INSA, Ignacio Hernán Salcedo e do representante da Emprapa, Waltemilton Vieira Cartaxo e a responsável pela biblioteca do INSA, Cláudia Mara, idealizadora da iniciativa.

    AÇÃO

    A estimativa é de que a ação comece a ser executada nas escolas em maio, que em abril será a fase de planejamento junto às gestoras de cada escola para definir o cronograma. Cada instituição selecionada recebe 120 títulos de publicações impressas, um kit com oito dvds com 80 reportagens do programa de televisão da Embrapa, Dia de Campo na TV, e 160 programas de rádio Prosa Rural e uma estante de aço para acondicionamento dos produtos. Todos os títulos contêm informações direcionadas ao desenvolvimento da agricultura e pecuária, com foco no Semiárido brasileiro.

    A iniciativa possui duração de dois anos e tem o intuito de popularizar o conhecimento científico e tecnológico sobre o bioma Caatinga entre jovens e crianças para contribuir no processo de formação de novos leitores. O projeto de incentivo à leitura e inclusão produtiva visa desenvolver na escola e comunidade ações de incentivo à leitura e à capacitação para inclusão produtiva com uso da Minibiblioteca como ferramenta de apoio didático-pedagógico. O projeto participou de uma chamada pública da Embrapa e foi selecionado em primeiro lugar.

    Fonte: Codecom

    LEAVE A REPLY

    Please enter your comment!
    Please enter your name here