Inicio Destaques ESPN FC 100: Quem são os melhores do futebol mundial em 2019?

ESPN FC 100: Quem são os melhores do futebol mundial em 2019?

592
0
SHARE

Bem-vindo à edição 2019 do ESPN FC 100. Os especialistas da ESPN em todo o mundo receberam uma longa lista de aproximadamente 250 jogadores e treinadores para montar suas seleções. Cada especialista contribuiu com o top 10 para cada categoria, com os resultados reunidos na classificação final.

Debater os melhores jogadores e técnicos do mundo é um exercício atemporal, que sempre gera discussões. Se você é novo no esporte ou é um fã assíduo, esses são os 100 melhores jogadores e técnicos do futebol masculino que você precisa conhecer.

Os eleitos de cada categoria receberam um troféu da ESPN e falaram com exclusividade como foi a temporada 2019 de cada um. Veja, abaixo, a lista, dividida por posições. Concorde, discorde, divirta-se!

GOLEIROS

O goleiro moderno não está lá apenas para defender. Ele também é o primeiro passo na construção dos ataques, seja com um lançamento longo e preciso ou com um passe cruzando o campo: é a primeira grande evolução para a posição desde que Manuel Neuer apareceu com sucesso mundial. Agilidade e reflexos são necessários, mas confiança, visão e inteligência também são vitais.

Por Nick Ames


10. ANDRÉ ONANA

Clube/Seleção: Ajax/Camarões
Idade: 23
Posição em 2018: Não estava na lista

A campanha de conto de fadas do Ajax às semifinais da Champions League não teria acontecido não fosse pela presença de Onana. Aos 23 anos, ele é o goleiro mais empolgante do mundo em sua faixa etária. A sua formação com os campeões holandeses e, anteriormente, com o Barcelona – chegou à base do clube catalão graças a Samuel Eto’o Academy – fica clara em sua postura com a bola e sua interpretação astuta do papel de “goleiro-linha”, que sempre está lá para cortar passes longos. Reflexos nítidos e presença marcante nos pênaltis completam o pacote. O próximo capítulo é a transferência para uma das maiores ligas da Europa.


9. DAVID DE GEA

Clube/Seleção: Manchester United/Espanha
Idade: 29
Posição em 2018: 1

A última linha de defesa sempre confiável do United provavelmente gostaria de ser exigida com menos frequência, e pode se perguntar se é hora de voltar à Champions League. De Gea é um goleiro muito bom para ficar preso no meio da tabela da Premier League, mas seu foco e dedicação ao time de Ole Gunnar Solskjaer, o qual ele salvou inúmeras vezes, nunca diminuíram. Ele tem 29 anos e, depois de oito temporadas no clube, fica a pergunta: por quanto tempo ele deve permanecer em Old Trafford para ser lembrado como um dos grandes?


8. HUGO LLORIS

Clube/Seleção: Tottenham/França
Idade: 32
Posição em 2018: 8

Os últimos meses foram problemáticos para o time de Londres e para o seu goleiro, que não voltará até o ano que vem, depois de ter deslocado o cotovelo na derrota por 3 a 0 contra o Brighton, em outubro. Mas quando o capitão da França está no seu melhor, o Tottenham também está. Sua experiência e liderança são essenciais, assim como sua capacidade de distribuir a bola com os pés. Claro, Lloris não está imune a erros, mas ajudou a França na Copa do Mundo de 2018 e tanto seleção quanto clube são melhores quando ele está por lá.


7. KEPA ARRIZABALAGA

Clube/Seleção: Chelsea/Espanha
Idade: 25
Posição em 2018: Não estava na lista

O goleiro mais caro de todos os tempos (80 milhões de euros, cerca de R$ 348 milhões quando foi feito o negócio) valeu cada centavo pelo Chelsea desde que saiu do Athletic Bilbao, em agosto de 2018. Seu tempo em Stamford Bridge não foi livre de falhas – houve o infame incidente durante a final da Copa da Liga Inglesa, em março, quando ele aparentemente se recusou a ser substituído antes da disputa de pênaltis, e o Chelsea perdeu. Hoje, ninguém duvida que ele tenha crescido no papel e esteja prosperando no time vibrante e rejuvenescido de Frank Lampard (Ele ainda pegou dois pênaltis na semifinal da Europa League para minimizar a controvérsia anterior). Ágil e imponente, Kepa ainda tem os melhores anos de sua carreira como líder do jovem elenco do Chelsea.


6. WOJCIECH SZCZESNY

Clube/Seleção: Juventus/Polônia
Idade: 29
Posição em 2018: Não estava na lista

Szczesny sempre foi apontado como goleiro de primeira classe no Arsenal, mas com dúvidas. Depois de um empréstimo de dois anos para a Roma, e agora que ele joga todas as partidas pela Juventus, as dúvidas acabaram e as previsões estão se cumprindo. O retorno do velho mestre, Gianluigi Buffon, não o perturbou, e ele é a primeira escolha de Maurizio Sarri para o gol, tanto que o clube quer renovar o contrato por mais cinco temporadas. Com 29 anos, é justo dizer que os melhores dias da carreira de Szczesny ainda estão por vir.


5. MANUEL NEUER

Clube/Seleção: Bayern de Munique/Alemanha
Idade: 33
Posição em 2018: 7

Neuer tem 33 anos, mas continua firme no Bayern de Munique e na seleção alemã. Ele quebrou o recorde de partidas sem sofrer gols da Alemanha em junho e foi fundamental em mais um título da Bundesliga para o Bayern. Neuer é um dos “goleiros-linha” originais. Houve lapsos em suas atuações, mas raramente duram muito, e o tema-chave de sua carreira é a excelência constante.


4. EDERSON

Clube/Seleção: Manchester City/Brasil
Idade: 26
Posição em 2018: 6

Nenhum goleiro é tão bom com os pés quanto Ederson, que é absolutamente fundamental para o estilo de jogo que Pep Guardiola impôs no Manchester City. Ele distribui a bola com extrema facilidade, mas não deixa a desejar também nas tradicionais habilidades de um goleiro tradicional, que fica embaixo das traves. Ele dá um grau significativo de confiança a uma defesa do City que, desfalcada, tem lutado para igualar as marcas de suas duas últimas temporadas de Premier League.


3. MARC-ANDRÉ TER STEGEN

Clube/Seleção: Barcelona/Alemanha
Idade: 27
Posição em 2018: 5

Ter Stegen disputou seu 200º jogo pelo Barça em outubro e mostra o quanto ele evoluiu desde que chegou do Borussia Monchengladbach, em 2014. Ele se sentiu sobrecarregado às vezes nesta temporada por causa das lesões no setor defensivo do Barcelona, mas sua ótima fase manteve o seu time bem na Champions League, impedindo a derrota para o Sparta Praga e defendendo um pênalti contra o Borussia Dortmund. Enquanto Lionel Messi recebe os louros, Ter Stegen é dos jogadores mais importantes no elenco de Ernesto Valverde.


2. JAN OBLAK

Clube/Seleção: Atlético de Madrid/Eslovênia
Idade: 26
Posição em 2018: 2

Não há par de mãos mais seguro no futebol do que o de Oblak, que continua atuando com notável consistência no Atlético de Madrid. Você precisa se convencer de que o esloveno ainda tem apenas 26 anos; seu atributo de destaque talvez seja a maneira como ele não seja espalhafatoso. Seu estilo eficiente e descomplicado é perfeito para o Atlético de Madrid – e perfeito para a posição. Oblak é um jogador sólido, que comete pouquíssimos erros e, como o restante do elenco trabalhador de Diego Simeone, se deleita em simplesmente fazer seu trabalho.


1. ALISSON

Clube/Seleção: Liverpool/Brasil
Idade: 27
Posição em 2018: 4

O melhor goleiro do mundo, segundo a Fifa e os especialistas da ESPN: Alisson é perfeito entre as traves, exalando confiança e postura com a bola nas mãos ou nos pés. O jogador de 27 anos sustentou sua memorável vitória na Champions League em sua primeira temporada no Liverpool, fazendo grandes defesas em momentos vitais, como a defesa no chute à queima-roupa de Arkadiusz Milik, do Napoli, que tiraria o time inglês da competição.

Alisson não sofreu gols em 21 partidas na Premier League em 2018-2019 e, quando uma lesão o afastou por dois meses no início desta temporada, foi tratado como um desastre potencial para as esperanças de título da equipe. Isso diz tudo sobre a influência que ele exerce, com uma história semelhante na seleção brasileira, que ele guiou para o título da Copa América.

LATERAIS-DIREITOS

Em algum momento da história, laterais-direitos foram considerados os jogadores menos habilidosos no campo, mas a próxima geração de grandes laterais traz ousadia e imprevisibilidade. Consciência de posição, cruzamentos precisos e velocidade alucinante separam o melhor do resto.

Por Nick Ames


10. AARON WAN-BISSAKA

Clube/Seleção: Manchester United/Inglaterra
Idade: 21
Posição em 2018: Não estava na lista

Foi um voto de confiança do Manchester United quando, durante o verão inglês, eles pagaram 50 milhões de libras (cerca de R$ 245 milhões à época) por Wan-Bissaka, de 20 anos, que jogou 46 jogos no Crystal Palace. Wan-Bissaka ainda parece bastante cru às vezes, mas é um tremendo atleta, cuja consciência defensiva surgiu aos trancos e barrancos. Ele acrescenta um impulso bem-vindo às jogadas de ataque do United pelos flancos e tem todas as chances de consolidar um lugar entre os melhores.


9. CÉSAR AZPILICUETA

Clube/Seleção: Chelsea/Espanha
Idade: 30
Posição em 2018: 8

O experiente espanhol, que agora tem 30 anos e passou sete deles em Stamford Bridge, viu muitos altos e baixos no time da Premier League, mas parece rejuvenescido sob o comando de Frank Lampard. Atualmente, ele é o capitão e assumiu a responsabilidade com prazer. Mais do que um dos mais experientes do novo elenco dos Blues, Azpilicueta assumiu o papel de mentor, líder e principal defensor.


8. KIERAN TRIPPIER

Clube/Seleção: Atlético de Madrid/Inglaterra
Idade: 29
Posição em 2018: 6

Trippier renasceu na Espanha depois de, por sua própria visão, ter vivido uma decepcionante temporada final no Tottenham. Ele adotou a cultura do Atlético e de seu novo país e tornou-se instantaneamente uma figura popular no Wanda Metropolitano – mesmo que Diego Costa insista em chamá-lo de “Rooney”. O jogador de 29 anos diz que está gostando do futebol novamente, e os atacantes do Atlético certamente estão apreciando suas assistências precisas.


7. JOÃO CANCELO

Clube/Seleção: Manchester City/Portugal
Idade: 25
Posição em 2018: Não estava na lista

O jogador contratado na última janela de transferências está disputando posição com Kyle Walker e não para de evoluir, tendo participado de alguns jogos na Premier League nas últimas semanas. Pep Guardiola está determinado a facilitar sua luta e espera colher os frutos: embora o público inglês ainda não o tenha visto muito, Cancelo foi feito sob medida para o estilo de jogo do City.


6. DANIEL ALVES

Clube/Seleção: São Paulo/Brasil
Idade: 36
Posição em 2018: 5

Daniel Alves pode estar relativamente distante de uma audiência global, agora jogando no Brasil, mas isso não o faz relaxar. Sua excelente forma física aos 36 anos, somado ao protagonismo por onde passa, fazem dele um jogador inesquecível, que agora está vivendo um sonho enquanto joga pelo São Paulo, seu clube de coração. Mas não ache que esse é o fim de sua carreira: Daniel Alves é presença constante na seleção brasileira e ainda foi eleito o melhor jogador da Copa América, conquistada pelo Brasil. E mais, jogando em alto nível.


5. KYLE WALKER

Clube/Seleção: Manchester City/Inglaterra
Idade: 29
Posição em 2018: 3

Foram 12 meses estranhos para Walker, que parece ter perdido sua vaga na Inglaterra para Alexander-Arnold. Talvez ele esteja chegando ao fim do seu auge como jogador, mas ainda mantém as facetas que, na última década, fizeram dele um dos laterais mais empolgantes do mundo. Ele ainda é muito importante para o City, aprendendo a defender como um terceiro zagueiro no esquema de Pep Guardiola, e é impossível de ser desconsiderado. Lembrem-se: ele tem apenas 29 anos.


4. DANI CARVAJAL

Clube/Seleção: Real Madrid/Espanha
Idade: 27
Posição em 2018: 1

O Real Madrid pode não ser mais aquele time assustador que na metade da década, e é verdade que Carvajal teve maus momentos. Na temporada passada, ele muitas vezes parecia constrangido com o técnico Santiago Solari, mas ele está voltando para a sua melhor forma agora em 2019-2020, novamente com Zinedine Zidane, com quem brilhou no passado.


3. RICARDO PEREIRA

Clube/Seleção: Leicester City/Portugal
Idade: 26
Posição em 2018: Não estava na lista

Ricardo Pereira já era um bom jogador quando Brendan Rodgers chegou ao Leicester. Mas, assim como vários de seus companheiros, ele se tornou ainda melhor. Ele tocou na bola mais vezes do que qualquer outra pessoa nos Foxes nesta temporada, uma façanha para um lateral-direito em uma equipe tão focada em posse de bola, demonstrando o quão completo ele é em todos os aspectos de seu jogo. Com belas assistências e até alguns gols, os 25 milhões de euros que o Leicester pagou por ele parecem uma pechincha.


2. JOSHUA KIMMICH

Clube/Seleção: Bayern de Munique/Alemanha
Idade: 24
Posição em 2018: 2

Kimmich é um jogador de futebol inteligente, que poderia atuar efetivamente em qualquer lugar do campo. Isso não está a um milhão de quilômetros da situação atual: ele também está confortável jogando como zagueiro ou no meio-campo, onde costuma atuar desde a chegada de Benjamin Pavard. Você raramente verá uma partida ruim de Kimmich, que jogou todos os minutos da campanha vencedora da Bundesliga do Bayern de Munique em 2018-19. E ele tem apenas 24 anos.


1. TRENT ALEXANDER-ARNOLD

Clube/Seleção: Liverpool/Inglaterra
Idade: 21
Posição em 2018: Não estava na lista

Que grande jogador se tornou o atlético lateral-direito do Liverpool. Ele é um dos maiores prospectos em sua posição, fazendo de tudo pelo lado direito do campo, levando muitos torcedores a acreditarem que ele poderia ter futuro ditando o ritmo do jogo no meio-campo. Existem poucos passadores melhores do que Alexander-Arnold, cujo cruzamento de bola parada representa uma grande ameaça aos adversários.

Também existem poucos pensadores tão rápidos quanto ele, como ficou provado na assistência histórica para Divock Origi eliminar o Barcelona e levar o Liverpool à final da Champions League. Sua velocidade, recuperação e consciência defensiva contribuem para o que está rapidamente se tornando o pacote completo de um jogador completo.

ZAGUEIROS

Ser um grande zagueiro requer mais do que altura e força. Alguns dos grandes nomes modernos são bons com a bola, outros são o exemplo perfeito da força sem sentido. Os melhores zagueiros combinam tempo de bola e potência com elegância e equilíbrio sob pressão.

Por Nick Ames


10. MILAN SKRINIAR

Clube/Seleção: Inter de Milão/Eslováquia
Idade: 24
Posição em 2018: Não estava na lista

Skriniar emergiu como um dos principais zagueiros da Europa. Antonio Conte e Inter farão bem em segurá-lo, e há boas razões para isso: ele é ótimo nas bolas aéreas e desarma como poucos. Ele tem apenas 24 anos e pode subir significativamente nessa lista nos próximos dois anos.


9. JOSÉ MARÍA GIMÉNEZ

Clube/Seleção: Atlético de Madrid/Uruguai
Idade: 24
Posição em 2018: Não estava na lista

Giménez dificilmente poderia ter uma melhor educação defensiva, atuando ao lado de seu compatriota Diego Godín no Atlético por cinco anos. Agora, aos 24, ele parece pronto para criar uma identidade própria. Ele é um competidor impiedoso como seu “maestro” Godín, mas é mais atlético e tem mais velocidade. O céu é o limite, e um título de LaLiga nesta temporada está longe de ser descartado.


8. MARQUINHOS

Clube/Seleção: PSG/Brasil
Idade: 25
Posição em 2018: Não estava na lista

Existem poucos zagueiros com o conjunto completo de habilidades de Marquinhos e que podem se encaixar em várias outras posições defensivas e até no meio-campo. Ele chegou no PSG há seis anos como um adolescente extremamente promissor, e agora se tornou um homem, um verdadeiro líder e pilar do time de Thomas Tuchel. Ele é outro dos heróis da Copa América no Brasil, e seu lugar entre os indicados ao Ballon d’Or faz bastante sentido.


7. LEONARDO BONUCCI

Clube/Seleção: Juventus/Itália
Idade: 32
Posição em 2018: 8

Bonucci, que voltou à Juventus após uma breve passagem no Milan no ano passado, tradicionalmente proporcionou alguns dos momentos mais belos do time de Turim ao lado de Chiellini. Sua capacidade de fazer passes longos da defesa é incrível de ver e sua nova parceria, agora com De Ligt, é promissora. Um encontro sensacional de mestre e aprendiz, certamente uma das duplas de zaga mais fascinantes da Europa.


6. GIORGIO CHIELLINI

Clube/Seleção: Juventus/Itália
Idade: 35
Posição em 2018: 5

Algum defensor adora defender tanto quanto Chiellini? O zagueiro da Juve é das antigas, uma figura feroz que completou 35 anos este ano e se delicia com as partes difíceis do futebol. Infelizmente, seus dias podem estar contados: ele teve uma lesão de ligamento cruzado anterior e foi operado em setembro e, nessa idade, seria um grande feito voltar ao seu auge. Os tempos mudam, mas Chiellini sempre será lembrado como um dos melhores e mais raçudos zagueiros da história.


5. SERGIO RAMOS

Clube/Seleção: Real Madrid/Espanha
Idade: 33
Posição em 2018: 1

O vilão favorito de todos ainda continua forte aos 33 anos, tanto para o Real Madrid quanto para a Espanha. No mês passado, ele fez sua 168ª aparição pela seleção, tornando-se o jogador com mais partidas por La Roja; é uma estatística surpreendente e um testemunho de sua durabilidade e competitividade. Ramos é um ato de classe em todos os aspectos da posição; a personificação viva do sucesso do Real na última década.


4. AYMERIC LAPORTE

Clube/Seleção: Manchester City/França
Idade: 25
Posição em 2018: Não estava na lista

A importância de Laporte para o City pode ser resumida na observação de que, quando ele sofreu uma lesão no joelho em agosto, praticamente acabou a esperança de tricampeonato para na Premier League. Ele tornou-se uma figura-chave no Etihad, e sua ausência deixa um buraco na posição central. O francês tem apenas 25 anos e tempo para voltar melhor do que nunca; se for esse o caso, o City terá um excelente zagueiro por muito tempo.


3. MATTHIJS DE LIGT

Clube/Seleção: Juventus/Holanda
Idade: 20
Posição em 2018: Não estava na lista

A Juve deu uma olhada de perto em De Ligt quando, na segunda partida das quartas de final da Champions League contra o Ajax, ele saltou mais alto que a defesa italiana e cabeceou para a rede. Seu trabalho defensivo é a principal razão pela qual o clube de Turim o contratou por 75 milhões de euros no verão europeu. A força e o poder de De Ligt são incríveis para um jovem de 20 anos. Sua liderança – mostrada em um discurso notavelmente eloquente depois que o Ajax venceu o Campeonato Holandês – é a marca registrada de um talento que está precocemente maduro.


2. KALIDOU KOULIBALY

Clube/Seleção: Napoli/Senegal
Idade: 28
Posição em 2018: 9

Praticamente todos os principais times da Europa adorariam contratar Koulibaly, um colosso de zagueiro que defende o Napoli. O jogador de Senegal foi eleito o melhor defensor da Série A na última temporada e não é de admirar, devido à sua mistura de velocidade, consciência, bom passe e força bruta. Koulibaly é um daqueles raros jogadores que fazem com que tudo pareça fácil, e o Napoli acerta em segurá-lo por mais algum tempo.


1. VIRGIL VAN DIJK

Clube/Seleção: Liverpool/Holanda
Idade: 28
Posição em 2018: 4

Não há superlativos suficientes para descrever as performances de Van Dijk. É simplesmente quase impossível passar por ele. Quando alguém o ameaça – Pépé o driblou em uma partida no começo da temporada –, vira notícia em todo o mundo. O seu impacto transformador na defesa do Liverpool foi confirmado pelo título da Champions League na última temporada e pelo início quase perfeito na Premier League. As esperanças holandesas também dependerão dele na Euro 2020. Que jogador!

LATERAIS-ESQUERDOS

Os melhores laterais-esquerdos são tão confortáveis em marcar um ponta do outro time como conseguem se transformar em um verdadeiro ponta quando seu time tem a posse de bola. Alguns nem sequer são canhotos, usando sua consciência posicional para trocar de posição se necessário. Na era moderna, nenhum jogador toca mais na bola do que o lateral, tornando o melhor da posição simplesmente indispensável.

Por Nick Miller


10. NICOLÁS TAGLIAFICO

Clube/Seleção: Ajax/Argentina
Idade: 27
Posição em 2018: Não estava na lista

Uma das coisas mais legais da campanha do Ajax até a semifinal da Champions League na última temporada foi que, muitas vezes, não havia um indivíduo de destaque, mas muitas engrenagens perfeitamente ajustadas em uma máquina divertida. Tagliafico muitas vezes se destacava como um grande incômodo para os adversários. Ele também se estabeleceu como um dos principais jogadores da seleção argentina.


9. ALEKSANDAR KOLAROV

Clube/Seleção: Roma/Sérvia
Idade: 34
Posição em 2018: Não estava na lista

Se nada mais bastasse, você tem que admirar sua longevidade. Há pouco tempo, ele parecia um rejeitado no City, mas, desde que se mudou para a Roma, em 2017, ele melhorou a ponto de se tornar, sem dúvida, o melhor lateral-esquerdo da Série A nas últimas três temporadas. O mais notável é que ele tem 34 anos e ainda joga em uma posição que muitas vezes depende do físico. E também tem a questão da bola parada, uma arma imparável.


8. ALEX GRIMALDO

Clube/Seleção: Benfica/Portugal
Idade: 24
Posição em 2018: Não estava na lista

Se falar com alguns especialistas, eles identificarão Alex Grimaldo, do Benfica, como o sucessor natural de Jordi Alba na lateral-esquerda do Barcelona. Em parte, por que ele começou no time catalão e acabou surpreendentemente vendido para o Benfica na última janela. Ele é um lateral inteligente mas ambicioso, que faz jogadas interessantes tanto pelos flancos quanto por dentro, além de ser uma arma nas bolas paradas também.


7. FERLAND MENDY

Clube/Seleção: Real Madrid/França
Idade: 24
Posição em 2018: Não estava na lista

Aos 15 anos, a prioridade de Mendy era ser capaz de andar – jogar futebol era inimaginável –, depois de uma cirurgia no quadril que o deixou em uma cadeira de rodas e exigiu mais de seis meses de reabilitação. Mendy chamou a atenção do Real Madrid na última temporada, mas ele é um jogador relativamente discreto, uma pequena anomalia em um mundo onde os laterais são geralmente mais valorizados por seus ataques. O francês, por outro lado, é um excelente defensor também, com um forte senso de posição.


6. LUCAS DIGNE

Clube/Seleção: Everton/França
Idade: 26
Posição em 2018: Não estava na lista

Possivelmente, ele é o jogador mais subestimado da Premier League. Lucas Digne é sólido na defesa, mas é o ataque que o torna tão valioso: na última temporada, ele criou 71 chances, mais do que qualquer outro defensor. A sensação é que, se ele estivesse alimentando alguns atacantes um pouco mais confiáveis, as pessoas falariam – ainda mais – seu nome.


5. LUCAS HERNÁNDEZ

Clube/Seleção: Bayern de Munique/França
Idade: 23
Posição em 2018: 6

Se você quiser um resumo claro de sua capacidade e potencial, pergunte a Diego Simeone. “A saída que mais nos machucou foi a de Lucas, um garoto da nossa base”, disse o técnico, após Hernández deixar o Atlético de Madrid para o Bayern de Munique em 1º de julho. “Mais do que [Antoine] Griezmann”. Com apenas 23 anos e já com a medalha de campeão da Copa do Mundo, Hernández pode muito bem acabar como zagueiro; por enquanto, ele é simplesmente um dos melhores laterais do mundo.


4. ALEX SANDRO

Clube/Seleção: Juventus/Brasil
Idade: 28
Posição em 2018: 4

A Juventus mudou muito em termos de elenco e abordagem desde que Alex Sandro deixou o Porto em 2015, mas a visão do brasileiro no flanco, no ataque ou na defesa, permaneceu a mesma. Exemplo de lateral moderno perfeito, Alex Sandro provavelmente poderia ser um ponta, se ele quisesse mudar de posição. E com sucesso.


3. JORDI ALBA

Clube/Seleção: Barcelona/Espanha
Idade: 30
Posição em 2018: 3

Alba é um dos heróis desconhecidos do Barcelona desde que saiu do Valencia por 14 milhões de euros em 2012. O papel do lateral no Camp Nou muitas vezes não envolve muita defesa, mas, enquanto Alba impressiona nesse papel quando necessário, o destaque de seu sucesso é seu excelente relacionamento em campo com Lionel Messi. Provavelmente não é coincidência que a péssima fase do Barça no início desta temporada tenha acontecido quando Alba estava lesionado.


2. DAVID ALABA

Clube/Seleção: Bayern de Munique/Áustria
Idade: 27
Posição em 2018: 2

Por muito tempo, Alaba se destacou em várias posições diferentes, incluindo a de volante, mas é mais forte na lateral esquerda, usando as habilidades que aprendeu em outros lugares do campo – consciência, inteligência com a bola, velocidade – para se tornar o melhor lateral-esquerdo da história do Bayern.


1. ANDREW ROBERTSON

Clube/Seleção: Liverpool/Escócia
Idade: 25
Posição em 2018: 8

A história é bem contada, mas ainda é notável que, há apenas sete anos, ele estava trabalhando meio período na bilheteria de Hampden Park enquanto jogava semi profissionalmente no Queen’s Park. E agora ele é o melhor lateral-esquerdo do mundo.

Muito parecido com um time e um jogador que se complementam perfeitamente, a energia aparentemente ilimitada de Robertson se encaixa no estilo exigente do Liverpool, culminando no título de Champions League da última temporada.

VOLANTES

A chave para jogar na posição de volante é ter um bom senso de ritmo: saber quando acelerar na transição e quando segurar o jogo. Também existem muitas formas de ser assim: a máquina resistente, aquele que preenche todos os espaços do campo e, claro, o craque. É sobre enxergar o campo inteiro – e saber explorar isso.

Por Nick Miller


10. SAÚL

Clube/Seleção: Atlético de Madrid/Espanha
Idade: 24
Posição em 2018: Não estava na lista

Um dos jogadores modernos que, por conta da proximidade da posição de volante e zagueiro, está satisfeito em jogar em qualquer função. Esse também não é o fim de sua versatilidade, tendo jogado à direita do meio-campo no início de sua carreira. Sua tenacidade e técnica estão em níveis tão altos que ele pode jogar em praticamente todas as posições do gramado.


9. MARCO VERRATTI

Clube/Seleção: PSG/Itália
Idade: 27
Posição em 2018: 10

Verratti é a coisa mais próxima de Andrea Pirlo que o futebol vê desde que o grande homem se aposentou. Há muitas razões pelas quais os melhores e mais ricos times do mundo o querem. “Ele joga rápido e simples”, disse seu técnico Thomas Tuchel, recentemente. “Ele é incrível, é um jogador extraordinário.”


8. RODRI

Clube/Seleção: Manchester City/Espanha
Idade: 23
Posição em 2018: Não estava na lista

Se os meias defensivos agirem como o porteiro de uma equipe, Rodri pode muito bem ter “você não vai passar” estampado na testa. E pensar que ele foi descartado inicialmente pelo Atlético de Madrid aos 17 anos, em parte devido “à falta de um porte físico”. Rodri foi comprado pelo Manchester City neste verão europeu como substituto de Fernandinho a longo prazo e tem todas as chances de ser ainda melhor que o brasileiro.


7. MIRALEM PJANIC

Clube/Seleção: Juventus/Bósnia-Herzegovina
Idade: 29
Posição em 2018: Não estava na lista

Ser um criador de jogadas que atua atrás da linha dos meias é uma das tarefas mais difíceis do futebol, principalmente quando você precisa compensar uma relativa falta de atleticismo com uma dose extra de habilidade. Pjanic consegue fazer isso perfeitamente, considerando que ele era um meia ofensivo e, às vezes, até um segundo atacante no início de sua carreira. Se uma equipe não consegue encontrar um papel para Pjanic, é quase certamente o problema dessa equipe, não dele.


6. FABINHO

Clube/Seleção: Liverpool/Brasil
Idade: 26
Posição em 2018: Não estava na lista

O brasileiro tem sido tão brilhante para o Liverpool que é fácil esquecer a preocupação com a sua mudança da Ligue 1 para a Premier League: ele não começou um jogo pelos Reds até meados de outubro da temporada passada, mas tem sido sempre elegante desde então. Ele é uma figura imponente, que joga com sutileza e talento normalmente não vistos no papel de um “destruidor”. Desde que se estabeleceu na base do meio-campo do Liverpool, a equipe de Jurgen Klopp não perdeu nenhuma das 30 partidas que ele começou como titular na Premier League.


5. CASEMIRO

Clube/Seleção: Real Madrid/Brasil
Idade: 27
Posição em 2018: 7

A espessa parede de granito que formou a base dos vários times vencedores da Champions League do Real nos últimos 10 anos, Casemiro é teoricamente o destruidor do meio-campo que facilita o trabalho mais artístico de Luka Modric e Toni Kroos. Mas ele é muito mais do que isso. Sempre um distribuidor inteligente, Casemiro combina cérebro com músculos até o ponto em que o jornal espanhol Marca o chamou de “El Tanque”.


4. FERNANDINHO

Clube/Seleção: Manchester City/Brasil
Idade: 34
Posição em 2018: Não estava na lista

Fernandinho pode ser a melhor contratação do Manchester City na era do xeque Mansour bin Zayed Al Nahyan. Comprado quando eles precisavam de um pouco de segurança no time titular após a fraca temporada 2012-2013, o brasileiro tem formado o núcleo do meio-campo em torno do qual os elétrons de David Silva e Kevin de Bruyne giram. Seu valor pode ser visto com mais frequência na sua ausência: nesta temporada, quando foi usado na defesa, Pep Guardiola teve que quebrar a cabeça para tapar o grande buraco deixado no meio-campo.


3. SERGIO BUSQUETS

Clube/Seleção: Barcelona/Espanha
Idade: 31
Posição em 2018: 5

Busquets existe há tanto tempo que é difícil acreditar que ele tenha apenas 31 anos. É claro que o homem que está na base da Espanha e do meio-campo do Barcelona há basicamente uma geração provavelmente não vai manter esse alto nível por muito mais tempo, mas sua classe permanece clara quando ele joga. Toda grande equipe precisa de alguém que possa fazer muito bem as coisas mais simples e, na última década, ninguém fez isso melhor do que Busquets.


2. FRENKIE DE JONG

Clube/Seleção: Barcelona/Holanda
Idade: 22
Posição em 2018: Não estava na lista

Alguns jogadores zombam dos mais jovens assim que eles chegam ao time principal. De Jong era um deles, um meio-campista imperioso que mais parece um veterano do esporte no corpo de um menino de 20 anos. Talvez ele precise de um pouco de tempo para se estabelecer no Barcelona, mas a sua clareza e maturidade nos fazem pensar que ele dominará o meio-campo do time catalão por anos e anos.


1. N’GOLO KANTÉ

Clube/Seleção: Chelsea/França
Idade: 28
Posição em 2018: 2

Kante é o mais raro dos jogadores, um colaborador altruísta que parece estar em um movimento perpétuo. O tipo de homem que você pode colocar em qualquer time e torná-lo melhor logo de cara, principalmente porque ele pode desempenhar muitos papéis diferentes, geralmente ao mesmo tempo. Pergunte ao Leicester e ao Chelsea como eles se sentem: ele conquistou o título da Premier League em temporadas consecutivas por esses clubes. E ainda foi campeão mundial com a França.

 

MEIAS

Os melhores meias têm uma queda pela travessura e são capazes de quebrar um conjunto defensivo forte com improvisação e magia. Os grandes aproveitam ao máximo seus papéis para entreter, criar e fazer gols.

Por Nick Miller


10. BRUNO FERNANDES

Clube/Seleção: Sporting/Portugal
Idade: 25
Posição em 2018: Não estava na lista

Fernandes é um jogador cujo forte não é criar oportunidades para os outros, mas sim para ele mesmo. Isso fica claro nos números: ele marcou 31 vezes na temporada passada. É por isso que ele chamou a atenção do Sporting e também a razão de estar sendo sondado pelos grandes da Europa. Não vai demorar muito para uma mudança.


9. EVER BANEGA

Clube/Seleção: Sevilla/Argentina
Idade: 31
Posição em 2018: Não estava na lista

Se é possível ter um talento “discreto” em um mundo do futebol cada vez mais impetuoso, Banega é o esse cara. Sempre foi um pouco desconcertante que ele, um jogador com todos os predicados, nunca se estabeleceu em um clube realmente grande. Ele é o tipo de jogador que pode trazer calma ao meio-campo e ditar as coisas no seu ritmo. Talvez esse dia chegue, mas, por enquanto, o Sevilla está feliz por ele ser seu e de mais ninguém.


8. KAI HAVERTZ

Clube/Seleção: Bayer Leverkusen/Alemanha
Idade: 20
Posição em 2018: Não estava na lista

Apesar de ter pouco mais de 20 anos e poucos jogos em seu currículo, Havertz já é considerado um gênio por muitos. “Em termos de talento, não há limites”, disse Jonathan Tah sobre o colega de Leverkusen. Ele ainda terá muito tempo para se estabelecer como um dos grandes nomes do mundo.


7. KOKE

Clube/Seleção: Atlético de Madrid/Espanha
Idade: 27
Posição em 2018: 9

Koke tem sido responsável pelas jogadas de lado de campo na maior parte de uma década, jogando dos dois lados muitas vezes na mesma partida. Ele foi descrito há pouco tempo como “a aspirina de Simeone”, o homem em quem se podia confiar para resolver qualquer dor de cabeça que estivesse incomodando o técnico do Atlético de Madrid. “Taticamente, ele é extraordinário”, disse Simeone no início deste ano.


6. PAUL POGBA

Clube/Seleção: Manchester United/França
Idade: 26
Posição em 2018: 4

O lugar de Pogba nesta lista é difícil de entender: ele é facilmente um dos melhores do mundo, mas o debate é intenso sobre quanto ou quão pouco ele usa seu talento. A outra pergunta: ele torna suas equipes melhores? Independentemente de qual lado você escolher, o progresso dele desde que trocou a Juventus pelo United é inegável. O mesmo acontece com a medalha de vencedor da Copa do Mundo como maestro do meio-campo francês.


5. CHRISTIAN ERIKSEN

Clube/Seleção:Tottenham/Dinamarca
Idade: 27
Posição em 2018: 5

Se o tempo de Eriksen no Tottenham realmente está chegando ao fim, esses serão os últimos dias de um jogador extraordinário no Norte de Londres. Ele se comporta como um criador de um fôlego invejável, facilmente uma das melhores peças que já compuseram a máquina de Mauricio Pochettino, que acaba de deixar os Spurs. A questão é entender se ele se encaixaria tão bem em qualquer outro clube, sendo capaz de recriar sua melhor fase longe de uma equipe que cresceu ao seu redor. A próxima janela de transferências pode responder essa dúvida.


4. DAVID SILVA

Clube/Seleção: Manchester City/Espanha
Idade: 33
Posição em 2018: 3

O velho mestre, um jogador de suprema técnica e sutileza que encanta os fãs da Premier League há uma década. Silva anunciou que deixará o City no fim desta temporada, uma pena para aqueles que apreciam as coisas boas do futebol, mas são ótimas notícias para os defensores que ficam facilmente confusos. “Você pode jogar uma boa temporada, mas ele tem feito isso por 10 temporadas, é incrível”, disse Guardiola recentemente.


3. DONNY VAN DE BEEK

Clube/Seleção: Ajax/Holanda
Idade: 22
Posição em 2018: Não estava na lista

Uma das gratas surpresas da janela de transferências foi que o Ajax conseguiu segurar o holandês, mesmo com vários times de maior expressão vindo atrás dele. Mesmo com as saídas de De Ligt e De Jong, ele segue jogando muita bola. De qualquer forma, ele continuou a provar por que é um dos meias mais promissores do mundo. “Muitos jogadores cresceram, e Van de Beek é o melhor exemplo disso”, disse Ronald Koeman sobre próxima grande estrela do Ajax.


2. KEVIN DE BRUYNE

Clube/Seleção: Manchester City/Bélgica
Idade: 28
Posição em 2018: 1

A conturbada temporada 2018-2019 de De Bruyne, na qual ele jogou apenas 19 das 38 partidas da Premier League devido a uma lesão no joelho, serviu como um período de descanso e reflexão, ajudando-o a se preparar para 2019-2020. Deu certo, e o mundo viu a volta de seu melhor futebol. Provavelmente o melhor e mais decisivo passador do planeta, além de uma presença física formidável, De Bruyne é parte jogador de futebol, parte ato divino.


1. BERNARDO SILVA

Clube/Seleção: Manchester City/Portugal
Idade: 25
Posição em 2018: 7

Se já houve um jogador que você poderia usar para medir a influência de Pep Guardiola, esse é Bernardo Silva. O homem que muitos pensavam ser apenas mais um bom valor quando o City o contratou se tornou um meia incansável sob o comando do treinador, mantendo crucialmente sua habilidade e sua criatividade. “No momento, é Bernardo e mais 10 “, disse Guardiola no início deste ano. Quem somos nós para questioná-lo?

PONTAS

Ele foram esquecidos, mas voltaram com tudo. Os pontas têm um papel a desempenhar no futebol moderno. Sua velocidade e persistência pelos lados do campo dão aos times ângulos diferentes para atacar; sua habilidade para cortar para dentro e finalizar também é levada em consideração.

Por Tom Williams


10. EVERTON

Clube/Seleção: Grêmio/Brasil
Idade: 23
Posição em 2018: Não estava na lista

Em uma época em que descobrir novos jogadores em grandes torneios internacionais pode parecer uma coisa do passado, Everton Cebolinha voltou no tempo, inspirando o Brasil ao título na Copa América. Principal beneficiário da ausência de Neymar, o craque do Grêmio entrou no time de Tite com algumas atuações deslumbrantes na fase de grupos e terminou com a artilharia do campeonato.


9. LEROY SANÉ

Clube/Seleção: Manchester City/Alemanha
Idade: 23
Posição em 2018: 2

A lesão no joelho de Sané, em agosto, aconteceu em um momento cruel para o ex-jogador do Schalke: ele finalmente conquistou um lugar no time titular da Alemanha e estava fortemente ligado a uma transferência para o Bayern. Seu gol contra o Liverpool, em janeiro, deu ao City uma vitória crucial no caminho para o título da Premier League e, quando ele está em forma, temos poucos jogadores com tanto talento.


8. DAVID NERES

Clube/Seleção: Ajax/Brasil
Idade: 22
Posição em 2018: Não estava na lista

Com gols memoráveis contra Real Madrid e Juventus, Neres foi uma das revelações da campanha do Ajax às semifinais da Champions League. Tão talentoso na criação de jogadas quanto no faro de artilheiro, o veloz ponta não era uma escolha automática na primeira metade da temporada passada, mas, até o final da campanha, ele ganhou a posição no time titular do Ajax para nunca mais sair e ser cobiçado por gigantes europeus.


7. ÁNGEL DI MARÍA

Clube/Seleção: PSG/Argentina
Idade: 31
Posição em 2018: Não estava na lista

O técnico do PSG, Thomas Tuchel, sempre faz questão de mencionar Di María no mesmo patamar de Neymar, Mbappé e Cavani. É fácil perceber o porquê: o jogador de 31 anos terminou a temporada passada como um trem desgovernado – no bom sentido – e continuou de onde parou nesta campanha, com destaque indiscutível para seu brilhante gol contra o Real Madrid na fase de grupos da Champions.


6. MARCO REUS

Clube/Seleção: Borussia Dortmund/Alemanha
Idade: 30
Posição em 2018: 9

Após duas temporadas marcadas por lesões, Reus voltou ao seu melhor na temporada de 2018-2019, marcando 17 gols, enquanto o jovem elenco do Borussia Dortmund de Lucien Favre brigava com o Bayern pelo título da Bundesliga – a diferença para o rival campeão foi de apenas dois pontos. Reus, de 30 anos, mantém a confiança do técnico da Alemanha Joachim Low, que fez do versátil jogador uma figura central na renovação da seleção alemã.


5. SON HEUNG-MIN

Clube/Seleção: Tottenham/Coreia do Sul
Idade: 27
Posição em 2018: Não estava na lista

Son foi uma das figuras-chave na campanha do Tottenham rumo à final da Champions League da última temporada, com um gol crucial contra o Borussia Dortmund e outros três nas duas partidas contra o Manchester City. A estrela da Coreia do Sul é o paradigma do atacante moderno – veloz, hábil com as duas pernas, trabalhador e taticamente flexível –, e sua personalidade alegre fez dele um dos jogadores mais admirados da Premier League.


4. JADON SANCHO

Clube/Seleção: Borussia Dortmund/Inglaterra
Idade: 19
Posição em 2018: Não estava na lista

Um dos principais destaques do YouTube, Sancho se tornou o adolescente mais empolgante do futebol mundial graças a uma surpreendente temporada em Dortmund, com 12 gols marcados e 14 assistências. Com uma técnica com a bola de cair o queixo e abençoado com uma autoconfiança aparentemente ilimitada, o inglês de 19 anos possui todas as ferramentas necessárias para uma carreira longa e bem-sucedida.


3. EDEN HAZARD

Clube/Seleção: Real Madrid/Bélgica
Idade: 28
Posição em 2018: 4 (atacante)

Ele pode ter começado lentamente a vida no Real Madrid, mas Hazard continua sendo um dos jogadores mais ofensivos no futebol mundial. Sete temporadas de brilho consistente no Chelsea fizeram com que o clube espanhol desembolsasse 100 milhões de euros para tê-lo em seu elenco. Quando o belga começa a marcar gols e a dar assistências na Espanha, é provável que ele não pare.


2. SADIO MANÉ

Clube/Seleção:Liverpool/Senegal
Idade: 27
Posição em 2018: 1

A temporada 2018-2019 marcou a fase final do desenvolvimento de Mané, passando do elenco de apoio ao papel principal, com 22 gols para o Liverpool, dividindo a artilharia da Premier League. Ele também se destacou na Champions League, marcando gols contra o Bayern, que levou a equipe de Jurgen Klopp às quartas de final. Devastadoramente rápido, bom com os dois pés, raçudo e excelente finalizador, ele é o pior pesadelo das defesas adversárias.


1. RAHEEM STERLING

Clube/Seleção: Manchester City/Inglaterra
Idade: 24
Posição em 2018: 3

Com 25 gols e 18 assistências em todas as competições da temporada passada, Sterling desempenhou um papel de destaque nos três títulos nacionais do City. Ele está transferindo estes números para o cenário internacional, com 10 gols e 8 assistências em suas últimas 10 partidas pela seleção da Inglaterra. O sucesso com o City na Champions League e uma boa campanha com a Inglaterra na Euro podem render a Sterling um lugar na conversa do Ballon d’Or.

ATACANTES

Os melhores do jogo parecem ter posições tão difíceis de definir quanto seus talentos individuais. Eles são uma mistura potente de meia ofensivo, ala e centroavante, mas também têm inteligência e raciocínio rápidos para saber onde colocar a bola.

Por Tom Williams


10. DUSAN TADIC

Clube/Seleção: Ajax/Sérvia
Idade: 30
Posição em 2018: Não estava na lista

Por toda a qualidade que ele demonstrou em seus quatro anos no Southampton, poucas pessoas poderiam prever o impacto extraordinário que Tadic teria em sua primeira temporada no Ajax. O sérvio acumulou 38 gols e 24 assistências em todas as competições, coroado por sua exibição virtuosa na vitória do Ajax por 4 a 1 sobre o Real Madrid, no Bernabéu, nas oitavas de final da última Champions League. Ali ele teve uma performance histórica, uma aliança devastadora de elegância e criatividade.


9. JOÃO FÉLIX

Clube/Seleção: Atlético de Madrid/Portugal
Idade: 20
Posição em 2018: Não estava na lista

No espaço de um ano, Félix passou de um adolescente promissor à margem do time profissional do Benfica para o terceiro jogador mais caro do mundo e o jovem mais comentado do esporte. Sua transferência para o Atlético de Madrid em 2019 dificilmente poderia ter vindo com mais pressão – 126 milhões de euros e a responsabilidade de substituir Griezmann –, mas o craque português está dando conta do recado. Ele deve ser o substituto óbvio de Cristiano Ronaldo no comando de ataque de Portugal. Nada mal para um jogador que acabou de completar 20 anos.


8. NEYMAR

Clube/Seleção: PSG/Brasil
Idade: 27
Posição em 2018: 6

O ano de 2019 é o pior da carreira de Neymar, com uma lesão que o afastou do triunfo do Brasil na Copa América e uma tentativa frustrada de voltar ao Barcelona. Fora de campo, ele brigou com torcedor do PSG e foi acusado de estupro. Mas, quando entrou em campo, demonstrou repetidamente que continua sendo um dos melhores, mesmo que pareça ter mais problemas do que vale a pena.


7. PIERRE-EMERICK AUBAMEYANG

Clube/Seleção: Arsenal/Gabão
Idade: 30
Posição em 2018: Não estava na lista

Entre os testes no Emirates Stadium, Aubameyang tem sido fonte de consolo para os desanimados torcedores do Arsenal, terminando sua primeira temporada completa no clube com a Chuteira de Ouro da Premier League. Rápido, versátil e finalizador letal, Auba prosperou, desempenhando um papel ainda maior, atuando em todos os cantos do ataque e até mais recuado. Igualmente, sua recente nomeação como capitão é a prova do vínculo forte com colegas de equipe e torcedores.


6. ANTOINE GRIEZMANN

Clube/Seleção: Barcelona/França
Idade: 28
Posição em 2018: 5

Após um período de cinco anos no Atlético de Madrid, durante o qual ele se estabeleceu como um dos atacantes de maior destaque do mundo, Griezmann finalmente fez sua tão esperada mudança para Barcelona em 2019. Sua inteligência tática e visão de gol levaram o clube catalão a desembolsar 120 milhões de euros por seus serviços, mas o francês enfrenta o desafio de se impor no Camp Nou. Considerando como ele venceu batalhas anteriores no Atlético e com a França para adaptar seu jogo, apostamos que ele encontrará o equilíbrio certo para seu novo time em breve.


5. ROBERTO FIRMINO

Clube/Seleção: Liverpool/Brasil
Idade: 28
Posição em 2018: 9

Firmino nunca aparece no contexto dos jogadores mais valiosos do Liverpool, mas seu conjunto completo de habilidades é inigualável na Premier League. Ele continua jogando como um detonador do famoso jogo de pressão de Klopp, atuando como o primeiro defensor agressivo quando os Reds não estão com a bola. Algumas das assistências que ele produziu nesta temporada – assistência mágica para Salah contra Newcastle, incrível passe de letra contra o Genk – foram o trabalho de um criador nato e confiante.


4. MOHAMED SALAH

Clube/Seleção: Liverpool/Egito
Idade: 27
Posição em 2018: 7

Sabíamos que Salah tinha talento, mas foi preciso mudar para o Liverpool para realmente conectar os pontos e dar o melhor de si. Ele continua produzindo: sua extraordinária campanha de estreia nos Reds, com 44 gols em 2017-2018, levou alguns especialistas a dizerem que ele estava “tendo dificuldades” em 2018-19, apesar de inspirar sua equipe à glória da Champions League, marcando 27 gols em todas as competições e dividindo a artilharia da Premier League. Sua estatura física, velocidade, controle de bola e estilo de jogo tornam inevitáveis as comparações com Messi, mas isso não atrapalha Salah.


3. KYLIAN MBAPPÉ

Clube/Seleção: PSG/França
Idade: 20
Posição em 2018: 3

Após sua glória com a França na Copa do Mundo de 2018, a temporada 2018-2019 viu o desenvolvimento do Mbappé em um fenômeno do futebol atingir velocidade assustadora. Apenas Messi conseguiu melhorar seus 39 gols em todas as competições e, como demonstrou seu recente hat-trick em 22 minutos contra o Club Brugge na Champions League, Mbappé está firmemente no caminho de herdar o manto do gênio do Barcelona como o melhor do mundo.


2. CRISTIANO RONALDO

Clube/Seleção: Juventus/Portugal
Idade: 34
Posição em 2018: 2

A primeira temporada na Juventus veio com mais um Scudetto para a Velha Senhora, fazendo de Ronaldo o primeiro jogador a conquistar títulos de liga na Inglaterra, Espanha e Itália. Ele seguiu em frente liderando a seleção de Portugal para a glória na Liga das Nações da Uefa e, recentemente, passou da marca de 700 gols na carreira. Com liberdade em campo para atuar onde quiser na Juventus, o astro de 34 anos mostra poucos sinais de diminuir seu ritmo.


1. LIONEL MESSI

Clube/Seleção: Barcelona/Argentina
Idade: 32
Posição em 2018: 1

O último ano não foi um mar de rosas completo para Messi – desilusão na Champions League em Anfield, mais uma na Copa América perdida com a Argentina –, mas ele tem sido magistral na Espanha, conquistando o 10º título de LaLiga (recorde do clube), o gol de número 600 com a camisa do Barça, o sexto troféu Pichichi (concedido ao artilheiro da Espanha, outro recorde) e a sexta Chuteira de Ouro (também recorde). Ele também anotou 50 gols de falta, consolidando sua reputação – acima de tudo e de todos – como o melhor e mais versátil goleador de sua era.

 

CENTROAVANTE

Na grande área, o centroavante é rei. O “clássico” camisa 9 marcará contra qualquer clube, a qualquer momento, de qualquer lugar. Embora todos os grandes atacantes tenham essa determinação implacável de aproveitar todas as oportunidades de gol, os realmente artilheiros são tão hábeis em iniciar a jogada quanto na finalização.

Por Tom Williams


10. FABIO QUAGLIARELLA

Clube/Seleção: Sampdoria/Itália
Idade: 36
Posição em 2018: Não estava na lista

Considerado por muito tempo um artilheiro de belos gols, em vez de um grande artilheiro, Quagliarella virou essa afirmação de cabeça para baixo na temporada passada, ao receber o prêmio italiano Capocannoniere (artilheiro da competição), com 26 gols em 37 partidas pela Sampdoria. O desempenho do jogador de 36 anos lhe rendeu a primeira convocação para a Itália em quase nove anos, ele aproveitou e estabeleceu um novo recorde como o mais antigo goleador da Azzurra. Próximo objetivo: o título da Euro 2020.


9. ZLATAN IBRAHIMOVIC

Clube/Seleção: Sem clube/Suecia
Idade: 38
Posição em 2018: Não estava na lista

Ibrahimovic diz que “conquistou” a Major League Soccer. A afirmação pode ser rebatida, devido ao seu fracasso em conquistar títulos pelo LA Galaxy, mas Zlatan nunca parou de impressionar. Pegue o incrível voleio que lhe rendeu o gol de número 500 na carreira ou o hat-trick contra o LAFC. Nem tudo estava coberto de glória, mas seus dois anos nos EUA foram sucesso de bilheteria do começo ao fim.


8. ALEXANDRE LACAZETTE

Clube/Seleção: Arsenal/França
Idade: 28
Posição em 2018: Não estava na lista

Ele pode não ter a velocidade devastadora de Aubameyang, parceiro de ataque do Arsenal, mas Lacazette possui muitas qualidades, incluindo força física notável, toque refinado e um chute violento. O ex-jogador do Lyon tem um talento especial para marcar em momentos vitais. A única surpresa é o fato de ele não aparecer mais regularmente na França.


7. DUVAN ZAPATA

Clube/Seleção: Atalanta/Colômbia
Idade: 28
Posição em 2018: Não estava na lista

Nunca tendo marcado mais de 11 gols nas cinco temporadas anteriores na Série A, Zapata se tornou uma máquina na última temporada, balançando a rede 23 vezes para levar a Atalanta a um impressionante terceiro lugar e sua primeira aparição na Champions League. O atacante explosivo, com um empréstimo de dois anos da Sampdoria, recomeçou de onde havia parado, com três gols nas últimas sete partidas pela Colômbia, onde ele parece, cada vez mais, o sucessor de Falcao García.


6. EDINSON CAVANI

Clube/Seleção: PSG/Uruguai
Idade: 32
Posição em 2018: 3

Apesar de ter sido prejudicado por lesões, Cavani desempenhou um papel central no sucesso do PSG na Ligue 1 na última temporada, com 18 gols em 21 jogos. Sem contrato após o fim desta temporada e com a chegada de Mauro Icardi ao clube francês, os dias do uruguaio em Paris podem estar contados. Se / quando ele sair, o jogador de 32 anos partirá como maior artilheiro do PSG e um dos jogadores mais querido na história do clube.


5. LUIS SUÁREZ

Clube/Seleção: Barcelona/Uruguai
Idade: 32
Posição em 2018: 4

A eliminação do Barcelona na Champions League da temporada passada pelas mãos do Liverpool machucou o status de Suárez, que foi criticado até pelos próprios torcedores do Barça. Mesmo assim, ele terminou a temporada com 25 gols e um quarto título de LaLiga. Apesar de completar 33 anos em janeiro, ele continua sendo um dos principais artilheiros do mundo.


4. KARIM BENZEMA

Clube/Seleção: Real Madrid/França
Idade: 31
Posição em 2018: Não estava na lista

Livre da responsabilidade de ter que fazer o trabalho duro para Cristiano Ronaldo no Real Madrid, Benzema desempenhou o melhor futebol de sua carreira nos últimos 18 meses. Ele alcançou 30 gols em todas as competições apenas pela segunda vez em sua carreira no clube espanhol na última temporada e continuou assim em 2019-2020. Não fosse seu impasse contínuo com Didier Deschamps, ele certamente estaria brilhando também pela França.


3. ROBERT LEWANDOWSKI

Clube/Seleção: Bayern de Munique/Polônia
Idade: 31
Posição em 2018: 5

Depois de atingir 40 gols em quatro temporadas consecutivas com o Bayern de Munique, Lewandowski poderia ter sido perdoado por diminuir um pouco o ritmo. Em vez disso, ele acelerou, marcando todos os jogos em que entrou em campo até agora nesta temporada e quebrando recordes no caminho. Alto, forte, rápido, ágil, abençoado com pés velozes e extremamente hábeis, ele é um estudo sobre a eficiência implacável em torno do gol.


2. HARRY KANE

Clube/Seleção: Tottenham/Inglaterra
Idade: 26
Posição em 2018: 1

Quão diferente poderia ter sido a final da última temporada da Champions League se o Tottenham tivesse conseguido recuperar Kane a tempo? Talismã do clube e da seleção, ele só foi impedido de atingir 20 gols na Premier League pela quinta temporada consecutiva por causa de uma lesão no tornozelo, em abril. Além de ser um goleador nato, a capacidade de Kane de criar jogadas para seus companheiros é invejável.


1. SERGIO AGUERO

Clube/Seleção: Manchester City/Argentina
Idade: 31
Posição em 2018: 2

Aguero é muitas vezes esquecido quando prêmios individuais são entregues, mas os marcos alcançados este ano refletem seu brilho consistente desde que ele chegou à Inglaterra em 2011. Na última temporada, ele se tornou o segundo jogador depois de Thierry Henry a fazer mais de 20 gols em cinco edições consecutivas de Premier League. Ele também igualou o recorde de 11 hat-tricks de Alan Shearer na era da Premier League. Boas fases são temporárias, mas a sua classe é permanente.

TÉCNICOS

O futebol pode ser um caos, mas os grandes técnicos são capazes de ver o cenário mais amplo e não entram em pânico quando o plano A não funciona. Afinal, eles têm planos B, C e D. Os principais treinadores podem facilitar seus esquadrões de grandes egos e grandes talentos durante os altos e baixos emocionais, mantendo todos felizes, harmoniosos e totalmente comprometidos com a causa.

Por Tom Williams


10. MAURIZIO SARRI

Clube: Juventus
Idade: 60
Posição em 2018: 5

O fumante e bem trajado Sarri não era uma escolha natural para se encarregar de um time como a Juventus, consciente de imagens e com aspirações globais. Mas a nomeação de um treinador tão ousado e com espírito de ataque mostra o desejo do clube de ser elevado para o próximo nível. O ex-técnico do Napoli terminou uma temporada difícil no Chelsea com um triunfo na Liga Europa, provando seu talento e, apesar de todas as preocupações com a sua adequação, ele está bem em Turim.


9. DJAMEL BELMADI

Seleção: Argélia
Idade: 43
Posição em 2018: Não estava na lista

Poucos países do futebol almejaram o sucesso internacional tanto quanto a Argélia nas últimas décadas, então o papel de Belmadi na liderança dos Les Fennecs para vencer a Copa das Nações Africanas de 2019 o transformou em um ícone nacional. O técnico nascido em Paris instaurou a disciplina necessária nos bastidores e implantou uma cultura vencedora em um excelente e promissor elenco.


8. MARCELO GALLARDO

Clube: River Plate
Idade: 43
Posição em 2018: Não estava na lista

As conquistas de Gallardo em seus cinco anos no River Plate o transformaram no treinador mais bem-sucedido da história do clube. O craque argentino levou os gigantes de Buenos Aires a dois triunfos na Copa Libertadores, e ele pode consolidar ainda mais seu legado quando o River entrar em campo para defender seu título contra o Flamengo, na final da edição 2019, em 23 de novembro. Embora ele já tenha descartado a possibilidade de ir para a Europa, a lista de admiradores não é pequena.


7. CARLO ANCELOTTI

Clube: Napoli
Idade: 60
Posição em 2018: 8

Dono da mais famosa sobrancelha do futebol, Ancelotti garantiu uma transição suave na era pós-Sarri, levando o clube a um confortável segundo lugar atrás da Juventus na Série A. O time está bem fora de sintonia nesta temporada e, em meio às tensões entre jogadores, torcedores e o volátil presidente do clube, Aurelio De Laurentiis, os renomados poderes de diplomacia de Ancelotti enfrentam um teste sério.


6. MASSIMILIANO ALLEGRI

Clube: Sem clube
Idade: 52
Posição em 2018: 5

Depois de cinco títulos consecutivos na Série A com a Juventus, Allegri teve um merecido ano sabático em 2019. Seu time da Juve tendia a evocar reverência e admiração. Poucos técnicos no futebol mundial são tão garantia de sucesso como ele. Visto com bons olhos nos bastidores de Arsenal, Manchester United e Bayern de Munique, é improvável que o italiano fique desempregado por muito tempo.


5. DIEGO SIMEONE

Clube: Atlético de Madrid
Idade: 49
Posição em 2018: 3

Oito anos após sua chegada, Simeone continua a manter o Atlético lá em cima, tendo guiado sua equipe a um segundo lugar de LaLiga na temporada passada, atrás do Barcelona e acima do Real Madrid. O verão europeu trouxe grandes transtornos, como as saídas de Griezmann, Godín, Rodri e Lucas Hernández, por exemplo, mas com a chegada do “herdeiro” de Cristiano Ronaldo, João Félix. Enquanto seus jogadores ainda precisam de tempo para se adaptar, Simeone monta o novo Atlético em um sistema de jogo menos direto, mas igualmente eficiente.


4. MAURICIO POCHETTINO

Clube: Sem clube
Idade: 47
Posição em 2018: 7

Seu fracasso em conquistar um troféu com o Tottenham assombrou o argentino, mas a proeza de Pochettino de levar seu clube com poucos recursos à primeira final Champions League foi nada menos que um verdadeiro milagre. Um técnico experiente e um expoente exemplar do futebol ofensivo e de alta pressão, o argentino viu seu time cair de produção nesta temporada, culminando com a sua demissão. Isso está longe de impedir que Pochettino siga no topo da pirâmide dos treinadores.


3. ERIK TEN HAG

Clube: Ajax
Idade: 49
Posição em 2018: Não estava na lista

Como Ten Hag deve odiar Lucas Moura. O técnico do Ajax esteve a um chute de canhota do brasileiro de se tornar o primeiro técnico a levar o Ajax para uma final de Champions League desde 1996. No entanto, a maneira como sua jovem e aventureira equipe destruiu as superpotências do continente – eliminando Real Madrid e Juventus no mata-mata – o estabeleceu como um dos principais treinadores da Europa.


2. PEP GUARDIOLA

Clube: Manchester City
Idade: 48
Posição em 2018: 1

Tendo conquistado títulos consecutivos em 2018 e 2019 com 197 pontos em 228 possíveis, o City de Guardiola deve ser o time mais dominante na história da primeira divisão inglesa. Ele conquistou a Inglaterra, mas caiu um pouco nesta temporada, perdendo para Norwich City e Liverpool, além de empatar em casa com o Tottenham. Pode ser que “só” o título da Champions League faça com que a quarta temporada de Guardiola no clube seja considerada um sucesso. Eu não apostaria contra ele.


1. JURGEN KLOPP

Clube: Liverpool
Idade: 52
Posição em 2018: 2

Klopp se juntou ao panteão de grandes nomes do Liverpool e encerrou sua própria série de resultados sombrios nas principais decisões levando o clube ao sexto título europeu na última temporada. Mas o que o coloca acima de seus colegas é a maneira como ele montou seu time. Os Reds se unem com uma crença impressionante de que podem vencer qualquer partida, não importa a circunstância ou o adversário. Eles jogam de maneira implacável, marca registrada de Klopp, mas se tornaram mais duros, inteligentes e versáteis nesta temporada. O Liverpool conquistou pontos em seus últimos cinco jogos de Premier League com gols nos últimos 20 minutos, vindo atrás no placar em três destas partidas. Este ano realmente pode ser o ano deles na competição.

Fonte: ESPN FC

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here