Alunos selecionados para Ciência sem Fronteiras

    266
    0
    SHARE

    Onze alunos da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) se encontram nos EUA participando da graduação sanduíche do Programa Ciência sem Fronteiras (CsF), do Governo Federal.

    Nesta primeira etapa do programa, a instituição encaminhou 24 candidaturas, das quais 11 foram aceitas. Ao todo, foram encaminhados aos EUA 525 estudantes de todo o Brasil.

    Da UFCG, foram selecionados estudantes dos cursos de Ciência da Computação, Engenharia Elétrica e Engenharia Química. Eles serão mantidos com bolsas da Coordenação Nacional de Aperfeiçoamento de Nível Superior (Capes) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

    A permanência dos estudantes nos EUA será de 12 meses.

    Veja a lista dos selecionados na primeira etapa e as instituições para onde foram encaminhados.

    Felipe Fideles (Eng. Elétrica) – San Diego State University
    Guilherme Santos (Ciência da Computação) – University of Madison
    Ilis Nunes (Eng. Elétrica) – Washington University
    Italo Araujo Freire (Eng. Elétrica) – University of Purdue
    Lucas Omena Cabral (Eng. Elétrica – University of Montana
    Paola Furlaneto (Eng. Elétrica) – State University of Iowa
    Regelii S. de Andrade Ferreira (Eng. Elétrica) – University of Montana
    Ruan Varjão Dias (Eng. Química) University of Colorado
    Tarcisio Oliveira (Ciência da Computação) – University of California
    Thiago Leite (Eng Elétrica) – Texas A&M University, College Station
    Yuri Farias Gomes (Ciência da Computação) – State University of New York

    Segunda Etapa

    Na segunda etapa do CsF, que encaminha estudantes para universidades dos EUA, França, Reino Unido, Itália e Alemanha, a UFCG encaminhou ao programa 34 candidaturas. O resultado com os nomes dos estudantes selecionados está previsto para ser divulgado no dia 09 de março.

    Ciência sem Fronteiras

    O programa busca promover a consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade brasileira por meio do intercâmbio e da mobilidade internacional.

    A iniciativa é fruto de esforço conjunto dos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC), por meio de suas respectivas instituições de fomento – CNPq e Capes –, e Secretarias de Ensino Superior e de Ensino Tecnológico do MEC.

    O CsF prevê a utilização de até 75 mil bolsas em quatro anos para promover intercâmbio, de forma que alunos de graduação e pós-graduação façam estágio no exterior com a finalidade de manter contato com sistemas educacionais competitivos em relação à tecnologia e inovação.

    Além disso, busca atrair pesquisadores do exterior que queiram se fixar no Brasil ou estabelecer parcerias com os pesquisadores brasileiros nas áreas prioritárias definidas no Programa, bem como criar oportunidade para que pesquisadores de empresas recebam treinamento especializado no exterior.

    Ascom

    LEAVE A REPLY

    Please enter your comment!
    Please enter your name here