Inicio Brasil Argumento da família de Marielle prevalece e investigação não será federalizada

Argumento da família de Marielle prevalece e investigação não será federalizada

68
0
SHARE

247 – Sérgio Moro mudou de opinião e agora diz se opor à  federalização das investigações do assassinato da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. 

Em reportagem publicada nesta terça-feira (21), O Estado de S. Paulo menciona documento sigiloso em que o ministro admite que os familiares de Marielle têm razão ao serem contrários à transferência do caso à esfera federal.

O caso do assassinato de Marielle está sem solução há quase dois anos. Na véspera de deixar o cargo, em setembro do ano passado, a então procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu a federalização das investigações, sob a alegação de que deixar o inquérito com a Polícia Civil do Rio podia gerar “desvios e simulações”. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) ainda não decidiu se aceita o pedido.

Apesar de se render aos  argumenos da família de Marielle Franco, Moro criticou a opinião de que a ideia de federalizar era para que o governo obstruísse as investigações.

Questionado pelo jornal durante o programa Roda Viva da TV Cultura se Bolsonaro concordou com a mudança de opinião, Moro disse ter “comentado” com o presidente, mas não entrou em detalhes.

A reportagem destaca que o processo ganhou novos contornos após Jair Bolsonaro ter o nome associado ao caso, conforme depoimento de um porteiro do condomínio onde moraram Bolsonaro e o policial militar aposentado Ronnie Lessa, acusado de participar do crime. O depoimento foi revelado em outubro pela TV Globo. O funcionário, no entanto, alegou depois que se enganou.

Fonte: Redação com Revista Forum
Imagem: Revista Veja

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here