Inicio Brasil Violência contra LGBTs cresce no período de isolamento social

Violência contra LGBTs cresce no período de isolamento social

38
0
SHARE
Participantes da 19ª Parada do Orgulho LGBT na Avenida Paulista, São Paulo - SP, Brasil neste domingo 07 de junho. Foto: Leo Pinheiro / Fotos Públicas
As denúncias de violência motivada por homofobia e transfobia aumentaram durante o período de isolamento social em prevenção ao novo coronavírus em João Pessoa. A informação é da Coordenadoria de Promoção à Cidadania LGBT, que manteve o serviço de atendimento ao público por telefone. A constatação alarmante acontece às vésperas do Dia Internacional de Luta contra a LGBTfobia, celebrado em 17 de maio.

A Secretaria de Segurança da Paraíba foi procurada para dar detalhes sobre os dados referentes à violência contra LGBT e assistência a esse público, mas não respondeu à solicitação do Portal Correio até o fechamento desta matéria.

“Mesmo com o Centro LGBT fisicamente fechado, o trabalho da nossa equipe não parou. A gente tem percebido que a violência cresceu muito durante o isolamento social. Temos recebido ligações de pessoas que foram violentadas nas ruas, principalmente a população de travestis e transexuais, e em casa, já que muitos familiares não aceitam esse filho LGBT. Além da violência psicológica, já que o nível de ansiedade e ideação suicida é bastante alta nesse público”, destacou o coordenador do serviço, Roberto Maia.

A Coordenadoria de Promoção à Cidadania LGBT serviço presta apoio psicológico e jurídico, além de encaminhar os relatos de violência física, verbal ou psicológica para realização de boletim de ocorrência online. O contato com o serviço é feito pelo número (83) 9 8751-7340.

Trabalho social

A Coordenadoria LGBT, em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), distribui diariamente 50 quentinhas, no período de almoço e jantar, para pessoas LBGT em situação de vulnerabilidade social e situação de rua.

Marco

O dia 17 de maio foi escolhido para a luta internacional contra a LGBTfobia porque foi nesta data, em 1990, que a Organização Mundial da Saúde (OMS) excluiu a homossexualidade da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID). Ficou reconhecido que este comportamento é apenas um traço da personalidade, não um distúrbio da mente. Desde então, o dia é símbolo de luta pela diversidade sexual, contra a violência e preconceito.

Fonte: Portal Correio

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here