Inicio Campina Grande Márcio Rodrigues assume a presidência da Câmara de Campina GrandeMárcio Rodrigues assume...

Márcio Rodrigues assume a presidência da Câmara de Campina GrandeMárcio Rodrigues assume a presidência da Câmara de Campina Grande

55
0
SHARE

O vereador Márcio Melo Rodrigues (PSDC) assumiu a presidência, em exercício, da Câmara Municipal de Campina Grande, em razão da licença para tratamento de saúde da vereadora Ivonete Ludgério que se afastou do Poder Legislativo.

Segundo Márcio ele vai desenvolver as atividades rotineiras da Casa em busca do atendimento aos anseios da população campinense.

Esta é a primeira vez que Márcio está oficialmente à frente da Câmara, fazendo parte da Mesa Diretora na condição de 1º vice-presidente. Inclusive, o parlamentar está no primeiro mandado, se destacando junto à comunidade em prol da concretização de benefícios para a sociedade.

O detalhe reside no fato de ser mais um vereador nascido em Galante que assume a presidência de Campina Grande, primeiramente Romero Rodrigues, depois Antonio Pimentel Filho, e agora Márcio Melo Rodrigues.

Bandeiras

Márcio defende diversas bandeiras em favor da sociedade paraibana, dentre essas:

Mobilização para contemplar a Paraíba com a Ferrovia Transnordestina; Criação da Zona Franca do Nordeste; Reinstalação da Companhia de Águas e Esgotos de Campina Grande, com a municipalização dos serviços; Conclusão da Transposição do Rio São Francisco; Polo de Granito, Mármore e Cerâmico de Campina Grande; Aeroporto de Carga e Descarga; Usinas de Energia Solar; Centro Administrativo de Campina Grande; Duplicação da rodovia que liga Galante à BR-230;

Cobrança ao Governo do Estado por mais segurança para o Estado; “Sine Online” no Sistema Nacional de Empregos de Campina Grande; Centro Esportivo Integrado; Projeto para prevenção e combate aos entorpecentes; Instituto Federal de Campina Grande (IFPB); Memorial dos Esportes; Posto da Guarda Municipal no Terminal de Integração; Farmácias Comunitárias nos Distritos; Denominação de Rômulo Gouveia a um novo Conjunto Habitacional e a Alça Leste;

 Programa de Reuso de Águas Cinza; Alça Noroeste; Hospital da Mulher de Campina Grande (HMCG); PL determina sanções para quem atentar contra a mulher; Porto Seco de Campina Grande; Novas avenidas com três vias de rolamento; Parque Municipal de Galante; Central de Velório de Galante; Museu Ferroviário de Campina Grande; Asfaltamento e duplicação da estrada Galante/Sítio Santana/Sítio Massapê/Ligeiro; Código de Ética e Decoro na Câmara Municipal;

Regularização e ampliação da distribuição de medicamentos; Criação e revitalização dos museus; Construção de uma Maternidade Regional em Campina Grande; Denúncia ao MP e ao Procon de reajuste abusivo na conta de energia elétrica; Museu dos Esportes; Aprovação da PEC 54 que beneficiará servidores públicos; Posto da Guarda Municipal no Terminal de Integração; Internet gratuita em Campina Grande; Área para construir o Centro de Tratamento de Animais; Revitalização do Parque do Açude Novo; Instalação de mais Academias Populares nos bairros e distritos, dentre outros projetos.

E disse acreditar que Lucélio Cartaxo e Micheline Rodrigues vencendo as eleições de outubro, com certeza “vão dar prioridade a questão da segurança pública e atender aos reclamos do povo hoje entregue à bandidagem e a omissão dos que estão de plantão no Palácio da Redenção”.

Em seu entendimento “o problema é muito grave e somente pessoas comprometidas com o bem-estar da sociedade e voltadas para os interesses superiores da população, conseguirão moralizar e buscar as soluções para o problema que se agrava dia após dia, sem quer o governador Ricardo Coutinho e seus auxiliares tomem atitudes concretas para buscar formas de reverter o caos instalado na atualidade”.

Conforme os números o Estado só vem atrás de Ceará, Alagoas, Espírito Santo, Bahia e Rio Grande do Norte.

Segundo a Unicef, na Paraíba, o índice de homicídios contra jovens, entre 12 e 18 anos, vai a 6,44 assassinatos por cada grupo de 100 mil paraibanos. Para termo de comparação, São Paulo, o Estado mais populoso do País, vem em 25º no ranking, com 1,57 mortes por grupo de 100 mil. O estudo mostra que a Região Nordeste é a mais violenta do País.

Fonte: Ascom

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here